Tamanho do texto

Grupo afirma que Kaya Jones mentiu e que o grupo nunca se tratou de uma rede de prostituição e de abusos sexuais e psicológicos; veja a polêmica

Está sendo uma semana e tanto para o mundo da fama nos Estados Unidos. Desta vez, as Pussycat Dolls se manifestaram sobre as acusações feitas por Kaya Jones , ex-integrante do girl group, que afirmou que tratava-se, na verdade, de uma rede de prostituição , em que todas as garotas eram obrigadas a dormir com magnatas, empresários e outros artistas da gravadora.

Leia também: Ex-Pussycat Doll diz que meninas do grupo tiveram que se prostituir

Pussycat Dolls falam sobre as declarações dadas por Kaya Jones, que afirmou que o grupo não passava de uma rede de prostituição
Reprodução/Youtube
Pussycat Dolls falam sobre as declarações dadas por Kaya Jones, que afirmou que o grupo não passava de uma rede de prostituição

De acordo com informações do jornal The Sun , as integrantes do grupo feminino se posicionaram e rechaçaram as declarações dadas por Kaya Jones. "Comparar nossos papéis profissionais na banda a um anel de prostituição não só desqualifica tudo o que trabalhamos duro para alcançar todos esses anos, mas também tiramos as luzes das milhões de vítimas que estão falando e ouvindo alto e claro em todo o mundo", afirmaram as Pussycat Dolls .

Leia também: Nicole Scherzinger fica nua em novo videoclipe das Pussycat Dolls; assista!

As declarações de Kaya caíram como mais uma bomba no mundo dos famosos dos Estados Unidos, que já enfrenta uma grave crise após o diretor Harvey Weinstein ter sido acusado de estupro, assédio e outros tipos de violência sexual por várias mulheres, depois que a atriz italiana Asia Argento o denunciou em suas redes sociais.

"A Pussycat Dolls sempre defendeu e sempre defenderá o empoderamento feminino e a irmandade. Nós nos solidarizamos com todas as mulheres que falaram publicamente sobre suas terríveis experiências de abuso, assédio e exploração. No entanto, não podemos ficar atrás de falsas alegações em relação a outros membros do grupo participando em atividades que simplesmente não ocorreram", disseram.

Leia também: Pussycat Dolls lançam clipe inspirado em Bollywood; assista vídeo

Por fim, as integrantes do Pussycat Dolls afirmaram que estão de braços abertos para acolher e apoiar Kaya Jones, se ela realmente passou pelos abusos que revelou em sua conta do Twitter. "Embora não estivéssemos conscientes das experiências de Kaya que alegadamente ocorreram durante seu curto período de tempo trabalhando conosco, antes que o grupo assinasse um contrato de gravação, podemos testemunhar firmemente que não estávamos informados de qualquer má conduta que ocorra em torno de nós", disse o grupo. "Se Kaya experimentou algo que desconhecemos, nós a encorajamos a obter a ajuda de que ela precisa e está aqui para apoiá-la", finalizaram.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.