Tamanho do texto

O humorista foi alvo de ação da deputada federal Maria do Rosário por série de tweets ofensivos; Danilo Gentili fez vídeo inflamado rasgando notificação

O humorista Danilo Gentili publicou nessa segunda-feira (29) um vídeo em que aparece recebendo uma notificação da procuradoria parlamentar em nome da deputada federal Maria do Rosário (PT) sobre uma série de tweets feitos em abril de 2016. Após rasgar a notificação, o apresentador ironiza a situação e desfere uma série de ofensas contra a parlamentar em questão. "Para Maria do Rosário ou qualquer outro deputado de qualquer partido, eu pago seu salário, então eu decido se você cala a boca, nunca ao contrário". Até o momento a deputada não se pronunciou sobre o caso. 

Leia também: Danilo Gentili: veja as principais polêmicas envolvendo o apresentador

Danilo Gentili publica vídeo onde aparece rasgando uma notificação oficial da deputada federal Maria do Rosário (PT)
Divulgação
Danilo Gentili publica vídeo onde aparece rasgando uma notificação oficial da deputada federal Maria do Rosário (PT)


Polêmica

Danilo Gentili publicou um vídeo em suas redes sociais em que abre e rasga uma notificação da procuradoria parlamentar enviada em nome da deputada Maria do Rosário (PT) por uma série de tweets que fez em abril de 2016, época em que o também deputado Jean Willys (PSOL) havia cuspido em Jair Bolsonaro em uma seção na câmara, difamando-a por sua posição em relação ao acontecido. Nas gravações, Gentili diz "infelizmente não consegui ler porque aconteceu esse acidente", enquanto rasga a advertência.

Leia também: Titi Müller pede dicas para programa e Danilo Gentili dispara piadas infames


Leia também: Danilo Gentili e Titi Müller voltam a trocar farpas em discussão sobre machismo

Após destruir a notificação, Danilo Gentili a coloca em suas genitais e, em seguida, dispõe as partes rasgadas do papel novamente no envelope para reenviá-las à deputada federal. O humorista termina o vídeo com ofensas direcionadas para Maria do Rosário e ainda reafirmar para seus seguidores que nenhum agente do poder público deve ter poder sobre suas ações. "É você que diz se eles podem falar alguma coisa, eles são funcionários de vocês, não vocês deles". A deputada não havia feito qualquer comentário até a publicação da nota. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.