O carnavalesco Paulo Barros evitou falar sobre ida para Vila Isabel
Thalita Queiroz / O DIA
O carnavalesco Paulo Barros evitou falar sobre ida para Vila Isabel

Após o anúncio de sua ida para a Vila Isabel no Carnaval de 2023, o carnavalesco Paulo Barros preferiu não comentar sobre a confirmação feita pelo presidente da escola Branco e Azul neste sábado. "Eu desconheço essa confirmação. Eu sou Paraíso[do Tuiuti] e serei até a hora que eu passar daquela linha final da Avenida. Depois dali não sabemos o que pode acontecer", disse ao DIA.

Enfrentando um enorme desafio em implementar elementos tecnológicos em um desfile com enredo sobre religião, que não costuma ter elementos e roupa muito diferenciadas, o carnavalesco disse que conseguiu deixar sua assinatura.

"Realmente eu não costumo fazer desfiles com esse tipo de enredo porque tem limitações com cor e roupa, mas foi um desafio bom. Para contornar isso, como não sou bobo, eu consegui desenvolver carros mais tecnológicos para compensar".

Neste sábado (23), o Paraíso do Tuiuti é a primeira agremiação a cruzar a Avenida, às 22h,  com o enredo "Ka ríba tí ÿe". A escola fará uma homenagem à luta e resistência de personalidades negras, relacionando os personagens aos orixás do candomblé.

Personalidades negras de todas as áreas, como ciência, política, artes e cinema serão citadas nas alas.

"Nosso enredo reforça muito a exaltação dessas personalidades. Não estamos trazendo nada de negativo, conseguimos fazer uma boa relação dessas figuras homenageadas com os santos. Vai ser lindo e esse resultado vamos ver na Avenida", disse Paulo Barros.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários