Grandes eventos  estão sendo adiados, e até mesmo cancelados, por causa da pandemia de coronavírus . Desde o começo de março, estreias de filmes, festivais, shows, visitações de museus e outros ganharam alterações de suas datas.

Leia também: Como deve ficar o "BBB" com a pandemia do coronavírus?


Lollapalooza arrow-options
Divulgação
Lollapalooza


Festivais

Entre os festivais adiados por causa do coronavírus , estão as edições chilena, argentina e brasileira, que aconteceria no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, do Lollapalooza , que agora serão realizadas em novembro e dezembro. A semana de moda São Paulo Fashion Week também cancelou os desfiles previstos de 24 a 28 de abril.

Cinema

Os filmes "007 - Sem Tempo para Morrer", "Velozes e Furiosos 9" e "Um Lugar Silencioso - Parte 2" tiveram suas estreias adiadas em todo o mundo devido ao coronavírus. No Brasil, os dois longas sobre a vida de Suzane von Richthofen também não vão mais estrear em abril.

Em relação aos cinemas de São Paulo, apenas o Petra Belas Artes até o momento anunciou a suspensão de suas atividades, a partir desta terça-feira (17). Grandes redes como Cinépolis, Cinemark e UCI estão fechadas no Rio de Janeiro por pelo menos 15 dias, devido a decreto do governo do Estado. Em São Paulo não há qualquer decisão oficial em relação a isso, portanto as salas permanecem funcionando normalmente.

Leia também: Por coronavírus, Globo suspende programas, já SBT proíbe selfies

Shows

Em São Paulo, o show do grupo BackStreet Boys foi cancelado no último domingo (15) e uma nova data deve ser divulgada. Maria Bethânia e Elza Soares também tiveram apresentações canceladas durante o fim de semana.

Teatro

Estreias teatrais também entraram na mira da pandemia. "Sílvio Santos Vem Aí" e "Dona Summer Musical" estão suspensos. Já o musical "Charlie e a Fantástica Fábrica de Chocolate", previsto para o dia 19, terá a estreia adiada. O teatro Vivo, inclusive, suspendeu toda a programação em cartaz.

Museus

O Itaú Cultural, na Avenida Paulista, permanecerá fechado a partir desta terça-feira (17). "A medida está em consonância com as recomendações feitas neste domingo (15) pelo Governo do Estado de São Paulo – considerando o atual cenário de combate à propagação do novo Coronavírus (Covid-19). A direção do Instituto continua atuando diariamente e atenta às mudanças de contexto", segundo nota divulgada à imprensa.

A SP-Arte, uma das maiores feiras artísticas da América Latina que aconteceria entre os dias 1º e 5 de abril, foi suspensa. O CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) e a Biblioteca Mário de Andrade anunciaram a paralisação de suas atividades por tempo indeterminado. Já a Pinacoteca de São Paulo seguirá fechada por 30 dias, a partir desta segunda-feira (16).

Outros locais adotaram a redução parcial de suas atividades, como MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand) e os SESCs da capital paulista. No caso do museu, apenas algumas atividades, mas o local segue aberto normalmente. Nos SESCs foi adotado o fechamento apenas das piscinas.

Leia também: Show dos BackStreet Boys é adiado no Brasil

Já o IMS (Instituto Moreira Salles) afirma que seguirá aberto, mas adotará medidas recomendadas pela OMS (Organização Mundial da Saúde), intensificando a higienização em espaços de alto tráfego e superfícies como maçanetas e corrimãos. Além disso, a lotação dos espaços está limitada a 50 pessoas por ambiente por causa do coronavírus .

    Veja Também

      Mostrar mais