Tamanho do texto

Paula Toller moveu duas ações - uma contra o PT e outra contra seu ex - por usarem sua música na campanha presidencial de Haddad sem permissão

Recentemente Paula Toller ganhou dois processos na Justiça, um contra seu ex-parceiro Leoni e outro contra o Partido dos Trabalhores (PT). Ambas ações movidas pela artista tinham como queixa o uso sem permissão da música Pintura Íntima na campanha presidencial de Fernando Haddad.

Leia também: Após 35 anos, Kid Abelha anuncia oficialmente o fim da banda

Paula Toller e Fernando Haddad arrow-options
Divulgação
Paula Toller e Fernando Haddad

Leia também: Atacada por Bolsonaristas, Paola Carosella diz: "Sou extremamente crítica ao PT"

Leoni e Paula Toller, além de terem feito parte da banda Kid Abelha, foram namorados. À época da campanha de Fernando Haddad , Leoni autorizou o uso da faixa, mas sem a permissão da cantora e, por isso, ela moveu as ações contra o PT e contra o ex-parceiro. As informação é da coluna F5 .

Leia também: Agnaldo Timóteo detona Bolsonaro e fala sobre filiar-se ao PT

Segundo apurado, o ex-namorado da artista terá que indenizá-la em R$ 50 mil. Já o PT  e o candidato à Presidência devem indenizá-la em R$ 100 mil. Na propaganda em questão, um integrante da banda Jorge Israel tocava saxofone por um pequeno tempo e o restante do vídeo continuava com ela interpretando e dançando Pintura Íntima . O vídeo não está mais disponível na internet.