Tamanho do texto

Gigante americana se mobiliza para avançar em terreno que no Brasil é dominado pelo Spotify e pela Deezer e lança promoção sedutora

Com a proliferação das plataformas de streaming, o consumidor compreensivelmente fica cada vez mais atento a promoções e às melhores adequações a sua experiência como amante de música.

Leia também: Vinil em alta: vendas disparam e colecionadores se multiplicam

Mulher ouvindo música arrow-options
shutterstock

São muitas as opções e planos, de ilimitados a familiares, com diversas variações para download e outras características cuja utilidade varia de um perfil para o outro.  Depois de investir pesado na competição contra a Netflix, disponibilizando o Prime Video por R$ 9,90 ao mês, a Amazon prepara o terreno para ameaçar Deezer, Spotify, Tidal e Google Play na seara da música .

Até 6 de janeiro de 2020, que assinar o Amazon Music Unlimited , serviço de streaming de música da Amazon, vai pagar apenas R$ 1,99 pelos quatro primeiros meses da assinatura. Vencido esse período, a mensalidade se estabelece no valor de R$ 16,90 mensais.

É uma ação agressiva, anunciada às vésperas da Black Friday , para amealhar uma nova gama de assinantes para a sua plataforma de streaming. São mais de 50 milhões de músicas, lançamentos, playlists e estações e recurso para ouvir canções off-line.

Leia também: Semana da Black Friday é boa oportunidade para comprar vinhos

Deezer e Spotify, duas das líderes no mercado de streaming de música no Brasil, costumam dar três meses gratuitos para novos assinantes, a Amazon cobra o valor módico de R$ 1,99, mas coloca mais um mês nesse combo. O valor da assinatura mensal , no entanto, está alinhado ao das duas líderes do mercado.