Tamanho do texto

DJ Rennan Penha comemorou sua indicação por meio de seu advogado; cantor já tentou pedido de habeas corpus, mas solicitação foi negada

 O DJ Rennan da Penha, de 26 anos, "está muito feliz com indicação do clipe" ao Grammy Latino, informou o advogado dele Allan Caetano Ramos, nesta quarta-feira (25). Preso há cinco meses por associação para o tráfico, o funkeiro concorre ao prêmio com o vídeo de Me Solta , de Nego do Borel.

 Leia também: "Sou trabalhador com mandado de prisão", diz DJ Rennan da Penha 

DJ Rennan da Penha arrow-options
Reprodução Instagram
DJ Rennan da Penha

"A noiva de Rennan (Lorena Vieira) nos comunicou a nomeação. Renan está muito feliz com a indicação do clipe com o qual contribuiu. (Ele está) grato pelo reconhecimento de seu trabalho", afirmou o advogado do funkeiro .

Leia também: Preso, DJ Rennan da Penha concorre ao Grammy com clipe de Nego do Borel

Em agosto, o pedido de  habeas corpus  (HC) de Rennan foi negado, por maioria de votos, pela 1º turma do  Supremo Tribunal Federal —  quatro de um total de cinco. O recurso foi analisado pelos magistrados por meio de sessão virtual. Em abril deste ano, um HC já havia sido negado.

Lorena Vieira, namorada do DJ Rennan da Penha ,  utilizou as suas redes sociais para comentar o indicação ao Grammy : "Quem nasceu para brilhar, nasceu para brilhar. Não tem jeito. Pode ser quem for tentar qualquer coisa contra essa pessoa — como essa injustiça terrível que aconteceu — mas não dá. O cara é brabo, graças a Deus. Quando ele sair, é só vitória", comentou a jovem de 20 anos.

Rennan está na  penitenciária Bandeira Stampa , conhecida como Bangu 9, no Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio. Ele é o idealizador do "Baile da Gaiola", baile funk promovido na Vila Cruzeiro, Zona Norte do Rio.

Leia também: É namoro? DJ posa abraçado com Pabllo Vittar: "Meu anjo"

Aos 25 anos, ele foi  condenado  a seis anos e oito meses de prisão pelo Tribunal de Justiça do Rio. Ele havia sido absolvido, no mesmo processo, em primeira instância, mas o Ministério Público estadual recorreu da decisão e funkeiro acabou condenado. A defesa de Rennan  nega as acusações .