Tamanho do texto

Duda Beat, Elba e Baiana System foram os headliners do sábado (7) e a performance dos artistas não decepcionou o público do festival

Com muito sol e céu aberto, o Coala Festival abriu seus portões, às 11h, para seu público que, engajado, apostou forte nos looks.

Leia também: Rock in Rio 2019: confira o horário de cada show do festival

Elba Ramalho arrow-options
Reprodução/Instagram/@elbaramalho
Elba Ramalho é o grande destaque do Coala Festival

Quase que pontualmente, às 16h15, Duda Beat, uma das headliners do dia, subiu ao palco. Embalando o público com seus principais sucessos, como Bixinho e Chega, a cantora fez os presentes no Coala Festival  se mexerem.

No final de sua apresentação, ela embrulhou-se em uma bandeira LGBTQ+, o que resultou em gritos de comoção vindos da plateia.

Apesar da comoção com Duda Beat , foi quando Elba Ramalho subiu ao palco que as pessoas “botaram pra quebrar”.

Mesclando grandes sucessos do forró com canções de seu novo projeto, o álbum “O Ouro do Pó da Estrada”, a loira fez o Espaço das Américas, local onde o evento aconteceu, estremecer.

A presença de Mariana Aydar, afilhada musical de Elba Ramalho , foi garantida. Seguindo os passos de sua musa inspiradora, a artista ostentou um look que se destacava entre o show de luzes e o cenário.

Leiam também: "Coringa" confirma favoritismo e vence Leão de Ouro no Festival de Veneza

Coala Festival arrow-options
iG Gente/Reginaldo Junior
Coala Festival contou com Duda Beat, Elba e Baiana System

Após Elba terminar seu show, deixando a plateia em clima de agito, foi a vez de Radiola Serra Alta, Mestre Anderson e Minestereo Público brilharem.

Infelizmente para eles, foi difícil superar a veterana do forró, com pouco engajamento do público e muitos manifestos políticos, a plateia seguiu em tom sereno até a entrada de Baiana System, responsáveis por fechar o festival.

Novamente agitado, o público realizou uma espécie de bate cabeça rápido, que engajou boa parte dos presentes.

Nos bares, as bebidas e comidas tinham valores superfaturados, uma lata de 350ml de Amstel, por exemplo, estava disponível pela bagatela de R$ 10. Enquanto isso, uma batata frita pequena estava custando R$ 15.

Em contrapartida, há necessidade de parabenizar o evento em disponibilizar água gratuitamente durante as apresentações.

Leia também: Ambientalistas protestam no tapete vermelho do Festival de Veneza

Apesar do hiato harmônico entre Duda e Elba, o Coala Festival abre mais uma edição lotado, político e com grande diversidade musical.