A Rede Sustentabilidade protocolou na tarde desta segunda-feira (26) ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra as medidas adotadas pelo governo Bolsonaro na Cultura . No entendimento da legenda de Marina Silva, essas intervenções  "violam a liberdade artística e cultural no País". As informações são da colunista Monica Bergamo da Folha de São Paulo .

Leia também: Organizadores de mostra veem censura em exclusão de filmes anti-Bolsonaro

Bolsonaro
Alan Santos/PR
Bolsonaro tenso

A Rede questiona o decreto de Bolsonaro que transferiu o Conselho Nacional de Cultural para a Casa Civil e uma portaria que cancelou um edital da Ancine que destinava R$ 70 milhões para produções audiovisuais que seriam publicadas em emissoras públicas de televisão. Esse cancelamento se deu após o presidente criticar o uso de dinheiro público para produções que abordem diversidade e sexualidade. 

Leia também: Ministro diz que governo escolherá temas de filmes feitos com dinheiro público

"Acionamos a Justiça contra as ações de Bolsonaro que violam a liberdade artística e cultural no País. Estabelecer filtros ideológicos é impensável em um país democrático", afirmou o senador Ranfolfe Rodrigues no Twitter.

    Veja Também

      Mostrar mais