Tamanho do texto

Euclides da Cunha será o homenageado da 17ª Festa Literária Internacional de Paraty, a Flip, que acontecerá entre os dias 10 e 14 de julho

A noite de abertura da 17ª Festa Literária Internacional de Paraty – Flip, no próximo dia 10 de julho, contará com o espetáculo “Mutação de Apoteose”, com direção artística assinada pela atriz Camila Mota. 

Leia também: Com 33 autores em novo palco e mesas menores, Flip anuncia programação

Flip 2019
Reprodução/Instagram
Flip 2019


A montagem é inspirada em um trecho de "A Terra", primeira parte do clássico "Os Sertões" , de Euclides da Cunha — autor homenageado da Flip 2019 — e foi criada a partir de canções compostas por autores como Tom Zé, Arnaldo Antunes, Adriana Calcanhotto e Chico César para as adaptações da obra de Euclides feitas pelo Teatro Oficina na década passada.

Em “Mutação de Apoteose”, tais composições serão "reinterpretadas para representarem as urgências do Brasil contemporâneo".

Leia também: Flip 2018 anuncia sua programação com o retorno do americano Colson Whitehead

Em texto enviado à imprensa, Camila comentou a montagem: " Euclides da Cunha é um autor que imprime muita oralidade na escrita, que inevitavelmente se transformou em música na aventura de transpor o livro para o teatro. Agora, é uma nova transposição, que parte da matéria criada pela encenação do Teatro Oficina, mas coloca novamente as palavras cantadas como motor do espetáculo”, declarou.

“Voltar ao livro ‘Os Sertões’, que revelou a força estética das insurreições, das lutas contra o martírio da terra, é muito importante nesse momento, em que devemos invocar inteligência, clareza, interpretação e eloquência", afirmou.

Leia também: Como a Flip se tornou polo de atração de autores internacionais?

O espetáculo será encenado às 20h, logo após a sessão de abertura da Flip , apresentada por Walnice Nogueira Galvão, especialista na obra do escritor.