Tamanho do texto

Entenda como o cineasta de "Toda Forma de Amor" e a estrela de cinema Alicia Vikander ajudaram o The National a criar "I am Easy to Find"

Em 2017 a banda The National tinha os planos de tirar férias por um “tempo indeterminado” após 20 anos de carreira e incansáveis lançamentos, mas tudo mudou após receber uma proposta de Mike Mills. A banda de rock é reconhecida por ter participado da campanha de Obama, ter vendido mais de 1 milhão de discos e na época havia acabado de lançar o álbum “Sleep Well Blast”.

Leia também: Lançamentos da semana: The National, Neil Young, Zola Jesus e mais

The National lança álbum visual com produção de Mike Mills
Reprodução/Instagram
The National lança álbum visual com produção de Mike Mills

Em dezembro de 2017, o cineasta e roteirista Mike Mills mudou os planos do The National   ao enviar um e-mail para eles. Segundo entrevista para o site  IndieWire,  Mills é um grande fã da banda e sempre pensou em trabalhar com eles. “As músicas são incrivelmente densas e eu sempre quis mergulhar nelas”, declarou. Ele é o produtor do novo álbum da banda, “I am Easy to Find” que será lançado nessa sexta-feira (17).

Mills tem em sua carreira alguns trabalhos com bandas como Air e Blond Redhead, então mandar e-mails com pedidos de trabalho já era um costume. Algumas vezes dava certo, já outras nem tanto. O que o cineasta não imaginava era que ele era nada mais, nada menos que o “cineasta americano favorito” de Berninger, vocalista da banda, e que o e-mail mudaria o rumo das carreiras de ambos.

Com a ajuda de Alicia Vikander, Mills usará o cinema para revitalizar o poder da música da banda e cristalizar ainda mais a poesia do cinema. Por isso, após dois anos sem nenhum álbum, "I am Easy to Find", que foi desenvolvido em segredo, entra na "moda do disco visual e sugere que as bandas não precisam esperar lançar a música para depois fazer o clipe. 

Como grande fã, Berninger não areditou que tinha recebido esse convite de Mike e confessou que o respondeu na mesma hora: “Eu escrevi de volta imediatamente como uma criança animada. Todos os nossos cérebros estavam fazendo uma pausa, e antes mesmo de eu falar com a banda sobre isso, eu estava enviando a Mike todas essas coisas novas que estávamos trabalhando".

Leia também: Madonna fará show em Israel e diz que não vai se "adequar às questões políticas"

Capa do novo álbum do
Reprodução/Instagram
Capa do novo álbum do "The National"

Os outros membros da banda de rock ficaram intrigados com a ideia. Berninger tinha a sensação de que esse trabalho seria um sucesso, até porque a banda sempre esteve aberta a novas ideias. “Estamos tentando nos entender porque somos do jeito que somos como indivíduos, é uma boa maneira de descobrir como podemos trabalhar como comunidade, como nação e como um mundo, certo?", questionou o líder da banda.

Enquanto fã da banda americana, Mills nunca imaginou que teria em suas mãos o destino deles como músicos. "Eu tenho que ser honesto, eu estava realmente com medo. O primeiro grupo de faixas que eles me deram eram muito diferentes. Alguns deles tinham letras, outros não, e alguns tinham o tipo de letra temporária resmungada de Matt. Eu não tinha ideia do que eles estavam fazendo. E eu estava tipo: 'Como eu vou fazer uma história de músicas que existem e que não existem?'", o cineasta se questionava durante a criação.

Mills e Matt fizeram um acordo de aperto de mãos antes de começarem a trabalhar juntos. "Nós temos uma cláusula, eu pedi a Mike que não me fizesse parecer um idiota, e em troca eu não faria ele parecer um idiota. Esse foi o nosso acordo de aperto de mão", declarou Berninger.

Leia também: Virada Cultural 2019 terá 1.200 apresentações espalhadas pela cidade

The National
Divulgação
The National

O cineasta temia que ele não iria conseguir sustentar a parte final do álbum e encontrou em Alicia Vikander algo que dará ainda mais vida para esse novo álbum. A atriz vencedora do Oscar lembrou que em 2007, quando tinha 18 anos, ela viu a banda pela primeira vez em um concerto em Estocolmo. 

"A presença de Alicia em minha mente e o pensamento do que eu poderia fazer com ela meio que fez essa ideia acontecer. Não posso imaginar mais ninguém que diga 'sim' para tentar", explicou Mike sobre a escolha da atriz para os vídeos do disco.

“I'm Easy to Find” é um dos trabalhos de Mills mais voltados para histórias. “As coisas estão mudando constantemente, então os 25 minutos passam em um piscar de olhos. Essa velocidade mantém tudo junto. [...] Você sabe desde o começo o que vai acontecer no final. É um rio muito conhecido que você está flutuando", explica o cineasta.

A maior surpresa tanto para a banda quanto para o produtor foi a forma como o trabalho fluiu durante esse tempo. Mills ainda não consegue acreditar que ele foi capaz de fazer uma ligação e trabalhar com uma de suas bandas favoritas, que agora tem um novo amigo: "A melhor coisa, e a coisa que eu não esperava, é que agora eu tenho cinco novos amigos, de verdade". O álbum visual do "  The National  " será lançado nessa sexta-feira (17) em todas as plataformas de streaming com músicas e vídeos.