Tamanho do texto

Na sua segunda passagem pelo Brasil, o britânico arrastou uma multidão para o palco Ônix e, à vontade, abriu o coração para o "melhor público do mundo". Enquanto cantava Him, emocionado, disse que "é gay com orgulho"

Em sua segunda passagem pelo Brasil, o britânico Sam Smith arrastou uma multidão para o palco Ônix, durante o primeiro dia de Lollapalooza, nesta sexta-feira (05).

Leia também: Gourmetizado e maior, Lollapalooza abre primeiro dia com muito rock

Sam Smith cantando
Divulgação / Lollapalooza
Sam Smith faz show emocionante no Lollapalooza 2019

“Ontem, eu também toquei aqui e eles pareciam altos, mas vocês estão mais. Uma das melhores plateias do mundo é a brasileira. Eu amo o Brasil e vou voltar aqui sempre que puder”, disse  Sam Smith emocionado com a recepção do público.

Leia também: Lollapalooza 2019: Confira imagens do primeiro dia do festival em São Paulo

O cantor parecia realizado com a plateia brasileira, que não deixou de cantar nenhum sucesso do britânico. Entre as músicas mais românticas, o show também teve espaço para as mais agitadas, dos seus dois álbuns de estúdio. Durante Baby, You Make Me Crazy , os backing vocals do cantor fizeram o público dançar.

Como de costume, o setlist contou com alguns covers, como Latch , do duo britânico Disclosure. Durante a canção Him , uma das mais políticas do repertório, disparou: “Eu sou um homem gay sim. E com muito orgulho”.

Leia também: Tribalistas se impõe no Lollapalooza com show cativante e com cara de Brasil

Sam Smith encerrou sua apresentação no Lollapalooza 2019 com Stay with Me , do primeiro disco “In the Lonely Hour”, e Pray , fazendo o público cantar alto e garantindo que artistas considerados românticos também podem ser grandes em festivais.

    Leia tudo sobre: músicas