Tamanho do texto

Chris Evans ainda falou sobre o apoio de Tom Brady ao presidente: "Talvez haja uma chance de ele ver que o Trump é uma merda absoluta"

Com a estreia de “Vingadores: Ultimato” se aproximando cada vez mais, não se fala em outro assunto que não esse. Chris Evans, por exemplo, já se despediu de seu lendário personagem, Capitão América, e conversou sobre isso em entrevista ao The Hollywood Reporter .

Leia também: Robert Downey Jr presenteia Chris Evans com carro customizado do Capitão América

Chris Evans fala sobre Donald Trump em entrevsta
Divulgação
Chris Evans fala sobre Donald Trump em entrevsta


Durante o bate-papo, Chris Evans contou que levou alguns itens do personagem para casa, como recordação. “Eles me deram o escudo e me deram o capuz. Eu nunca pedi o traje completo. Chris Hemsworth tem o traje completo. Eu quero o traje completo”, brincou.

Além disso, o ator ainda revelou, para a surpresa dos fãs, que seu super-herói favorito durante a infância não era da Marvel Studios. “Eu vou dizer Batman. Eu realmente gostei – quero dizer, eu provavelmente não deveria dizer isso, você sabe, DC, eu poderia ter problemas –, mas aqueles filmes do Michael Keaton. Aqueles eram bem grandes. Então sim, eu diria Batman”, disparou.

Leia também: Chris Evans se despede do Capitão America após oito anos no personagem

Sobre os filmes do Capitão América, Evans foi questionado sobre sua cena favorita entre os três longas. “A cena do elevador. Foi a primeira cena que gravamos no segundo filme. E também foi minha primeira vez trabalhando com os irmãos Russo. Foi a primeira vez que eu senti que ele (seu personagem) estava realmente sozinho”, apontou.

“No primeiro filme eu senti que todos estavam me segurando pela mão e no primeiro filme dos “Vingadores”, eu fiz o possível para não atrapalhar ninguém. Mas no segundo filme do Capitão, acho que senti a pressão. E a primeira cena no elevador acabou realmente ótima, na minha opinião”, disse.

Chris Evans estrela ensaio para a revista
Austin Hargrave/The Hollywood Reporter
Chris Evans estrela ensaio para a revista

Além do sucesso nas telonas, o artista ainda estará no elenco de "Defending Jacob", nova atração da plataforma Apple TV Plus , anunciada na última segunda-feira (25). Na série, Evans interpretará um advogado que tentará defender o próprio filho, acusado de assassinato. 

O astro aproveitou o momento para negar os rumores de aponsentadoria. "Eu nunca disse essa palavra. Atuação não é algo do qual você realmente se aposente".

Ainda na entrevista, Chris comentou sobre o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump , e sobre usar as redes sociais para assuntos relacionados à política. Em 2016, o ator chegou a fazer campanha no Twitter para a candidata à presidente na época, Hilary Clinton.

“Você não quer alienar metade do seu público. Mas eu ficaria desapontado comigo mesmo se não falasse. Especialmente por medo de alguma repercussão monetária ou dano à minha carreira. Isso só parece muito nojento para mim”, declarou.

Leia também: Chris Evans adotou um cachorro quando gravava um filme

Ele também falou sobre o fato de Tom Brady ter declarado, em 2015, apoio ao atual presidente americano: “Eu realmente espero que ele não seja um defensor do Donald Trump. Só espero que ele seja um daqueles caras que o apoiou e agora se arrependeu”, disparou.

“Talvez ele tenha pensado diferente. Isso me incomoda, mas talvez ainda haja uma chance de ele ver que o Trump é uma merda absoluta”, encerrou Chris Evans .

    Leia tudo sobre: Donald Trump