“Minha Fama de Mau”, filme sobre o começo da carreira de Erasmo Carlos mostra, ironicamente ou não, a bondade e simpatia do cantor. “Você me fez muito bonzinho, eu era mauzinho”, foi a reação do cantor ao diretor Lui Farias após ver o longa pela primeira vez.

undefined
Divulgação
Chay Suede vive Erasmo Carlos em "Minha Fama de Mau" que estreia dia 14 de fevereiro nos cinemas

Apresentando um Rio dos anos 60, “ Minha Fama de Mau ” tem Chay Suede como Erasmo Carlos , que teve carta branca para desenvolver o personagem como quis. “A gente não teve preocupação em imitá-los, nem na maneira de cantar, nem nos trejeitos, nem na maneira de se comportar. O que a gente fez foi se cercar do universo que os cercava”, explica Chay.

Leia também: "Minha Fama de Mau": Chay Suede vive o tremendão Erasmo Carlos no cinema

A relação entre o diretor Lui Farias e Erasmo Carlos é antiga e ele diz que o cantor o autorizou a levar sua história para as telas há anos. Ainda assim, Lui, que é filho de Roberto Farias, que dirigiu o Rei em três filmes entre 1968 e 1971, sabia da importância de retratar esses ícones. “Eu precisava que o Erasmo visse o filme para aprovar. E ele falou ‘não, eu só vou ver o filme no cinema comendo pipoca com o público’”, conta Lui. O tremendão ajudou como pôde, mas não se envolveu em nada, nem do filme quis participar.

undefined
iG Gente
Elenco de "Minha Fama de Mau": Chay Suede, Bianca Comparato, Gabriel Leone e Malu Rodrigues

Quem também viu o filme, o aprovou e até se emocionou foi Roberto Carlos. Lui conta que o cantor pediu para ler o roteiro e depois assistiu o longa, aprovando o resultado. “Isso foi um gol pra gente por que o Roberto tem um cuidado muito forte com a imagem dele. O filme é sobre a amizade dos dois então ter esse feedback de ambos os lados pra gente é uma das melhores coisas que poderiam acontecer”, comenta Gabriel Leone, que vive o Rei no filme.  

Leia também: "Natasha, Pierre e o Grande Cometa de 1812" traz novo conceito de fazer musical

Ainda assim ele não chegou a se envolver com o elenco, diferente de Erasmo que teve alguns encontros com Chay Suede , inclusive durante a gravação das músicas. O filme faz uma viagem pela memória da época por meio de clássicos assinados pela dupla, como Parei na Contramão e Festa de Arromba, além da faixa que dá nome ao filme, e outros sucessos.

Gabriel Leone, Chay Suede e Malu Rodrigues, que vive Wanderléia gravaram as faixas antes do filme começar e, para Lui, esse foi o primeiro encontro deles com seus personagens. “A gravação aconteceu em uma semana, com Erasmo vendo e aprovando tudo. O filme começou a partir dali”, explica Lui.

Wanderléia é coadjuvante na história, mas é vivida com afinco por Malu Rodrigues, que levou sua experiência dos palcos para a Ternurinha. Ela, inclusive, foi a única do trio que ainda não visto o longa antes de falar com a imprensa.

undefined
Divulgação
Filme sobre trio da Jovem Guarda pode ganhar novas continuações no futuro

Quem completa o elenco é Bianca Comparato que vive sozinha os diversos amores de Erasmo. A ideia de interpretar várias mulheres foi dela, que no fim ainda surge finalmente como Narinha, companheira de Erasmo e mãe de seus filhos. “Tudo que eu vi sobre a Narinha e tudo o que Erasmo escreveu sobre ela era sempre com um amor muito elevado. Essa foi uma maneira poética que a gente encontrou dela estar em todos os momentos do filme”, explica a atriz.

Leia também: Alice Braga e Gabriel Leone serão Eduardo e Mônica em filme que estreia em 2019

O filme cobre uma parte da carreira de Erasmo Carlos e Lui não descarta fazer sequências: “eu preciso de 20 músicas (para colocar no filme), o Erasmo tem 600. Vamos fazer o 2, 3, 4”, se empolga o diretor. “Minha Fama de Mau” estreia nos cinemas na próxima quinta-feira (14).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários