Tamanho do texto

"Divino Amor", novo filme de Gabriel Mascaro, agradou em Sundance e será atração no Festival de Berlim, que também terá outras produções do Brasil

Estrelado por Dira Paes e dirigido por Gabriel Mascaro, "Divino Amor" está fazendo nome fora do Brasil e ganhando espaço nos festivais internacionais de cinema. O filme é uma coprodução brasileira com Uruguai, Chile, Dinamarca e Noruega.

Leia também: "Boi Neon" explora potência visual do corpo e exige entrega de Juliano Cazarré

“Divino Amor”, novo longa do premiado diretor pernambucano Gabriel Mascaro, é o terceiro filme brasileiro a participar dos festivais de Sundance e Berlim
Divulgação
“Divino Amor”, novo longa do premiado diretor pernambucano Gabriel Mascaro, é o terceiro filme brasileiro a participar dos festivais de Sundance e Berlim

Com previsão de estreia no circuito comercial brasileiro para o primeiro semestre de 2019, a distopia religiosa de " Divino Amor ", que conta a história de uma mulher que quer salvar com a fé casais prestes a se divorciar mas acaba enfrentando uma crise em seu próprio relacionamento, foi exibida no Sundance Festival, nos EUA, na última sexta-feira (25). Em fevereiro o longa vai estrear no festival de Berlim , na Alemanha.

Leia também: Projeto que estimula expansão e distribuição do cinema brasileiro tem novidades

A produção está rendendo às críticas. Para o site Screendaily , o filme é “uma reflexão íntima sobre espiritualidade e sensualidade, vestida com uma embalagem futurista.” O The Hollywood Report também aponta-o como sensual, entretanto destaca que os "objetivos são tudo, menos sexy".  Já a Variety  dispara que a "flexibilidade da ficção sensual funciona como uma alegoria preventiva urgente".


Festival de Berlim

Com grande importância para o cinema mundial, a 69ª edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim acontecerá entre os dias 7 e 17 de fevereiro. Na ocasião, diversos filmes concorrem ao renomado Urso de Ouro, o prêmio de maior prestígio do Festival e um dos mais importantes e prestigiados do mundo. A edição terá Juliette Binoche como presidente do júri. 

Apesar do nome no Sundance Festival e elogios da crítica internacional, não é somente a produção de  Gabriel Mascaro que representará o Brasil no Festival de Berlim; veja os demais filmes nacionais que passarão pelo evento germânico:

  • "Marighella"

Primeiro filme dirigido por Wagner Moura, "Marighella", foi selecionado para uma mostra paralela.  Protagonizado por Seu Jorge, além do elenco com nomes como Adriana Esteves, Humberto Carrão, Bruno Gagliasso e Luiz Carlos Vasconcelos, o longa conta a história verídica de Carlos Marighella, ex-deputado e guerrilheiro que foi morto pela ditadura militar brasileira, em 1969. O filme ainda não tem data de estreia nos cinemas brasileiros.

  • "Espero Tua (Re)volta"
Divulgação
"Espero Tua (Re)volta"

O documentário "Espero Tua (Re)volta", de Eliza Capai, compete na Mostra Geração 14+ do Festival.  Serão quatro exibições, sendo a première no sábado (9) às 16h, horário local.

A produção traz o ponto de vista das lutas estudantis a partir do olhar de três jovens, ex-secundaristas: Lucas “Koka”, Marcela Jesus e Nayara Souza. Eles relembram os eventos de 2013, até chegarem ao processo de impeachment de Dilma Rousseff em 2016 e à vitória do candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro em 2018. O ponto central do filme são as ocupações das escolas paulistas em 2015, em resposta a reorganização escolar anunciada pelo governo paulista de Geraldo Alckmin.

  • "Querência”
Divulgação
"Querência”

“Querência”, de Helvécio Marins Jr., foi selecionado para a Mostra Forum do evento. O longa conta a história de um vaqueiro que tem sua vida transformada após ser vítima de um grande assalto na fazenda em que trabalha, e com a ajuda dos amigos se reconstrói para realizar o maior sonho: se tornar um grande narrador de rodeios.

  • "Greta"

Com direção de Armando Praça, "Greta" fará parte da na mostra Panorama. Com Marco Nanini, Denise Weinberg, Demick Lopes e Gretta Sta no elenco, o longo traz a história de um enfermeiro gay que traz um paciente para sua casa, enquanto mantém contato com uma vizinha transexual. 

  • "Estou me Guardando Para Quando o Carnaval Chegar"

"Estou me Guardando Para Quando o Carnaval Chegar", documentário de Marcelo Gomes também compõe a lista da mostra Panorama.  A produção mostra a cidade de Toritama, Pernambuco, considerada a capital do jeans, que tem o Carnaval como o evento mais aguardado pelos trabalhadores locais, quando conseguem uma pausa no trabalho têxtil. 

Leia também: Cinema brasileiro exclui diretoras negras, que lutam para estar em cena

Enquanto não chega fevereiro, a ansiedade pela recepção das críticas toma conta. Com " Divino Amor " como o terceiro filme brasileiro a participar dos dois importante festivais internacionais, e com a representatividade do Brasil em Berlim, podemos dizer que o cinema nacional está em festa e bem representado.