Tamanho do texto

Leslie Jones comentou sobre a continuação que Jason Reitman está desenvolvendo e comparou com algo que "o Presidente Trump faria"

Uma nova versão de “Caça-Fantasmas” está sendo desenvolvida, para a alegria de uns e desapontamento de outros. Leslie Jones, uma das estrelas da versão de 2016 do filme só com personagens femininas, comentou sobre a continuação no Twitter e não gostou nada do rumo tomado para a franquia.

Leslie Jones (primeira da direita para a esquerda) criticou duramente a nova versão de
Divulgação
Leslie Jones (primeira da direita para a esquerda) criticou duramente a nova versão de "Caça-Fantasmas" que as ignora

“É um insulto. Tipo, f*da-se nós. Nós não contamos. É algo que Trump faria (voz de Trump) ‘Vamos refazer Caça-Fantasmas , melhor com homens, vai ser incrível. Essas mulheres não são caça-fantasmas’. Tão irritante. Que golpe baixo. E eu não me importo de falar algo”, declarou Jones.

Leia também: Refilmagem de “Caça-Fantasmas” vale (e muito) por causa do elenco feminino

Em janeiro foi anunciado que Jason Reitman estava trabalhando em uma nova versão do filme. O diretor, filho do cineasta Ivan Reitman, que comandou a primeira versão do longa em 1984, assumiu a missão de dar continuidade a história com o elenco original, que inclui Bill Murray e Dan Aykroyd.

O filme teve uma sequência não tão bem sucedida em 1989, mas segue sendo um dos favoritos dos fãs de cinema. Em 2016 Paul Feig lançou uma nova versão, dessa vez liderada por quatro mulheres. Além de Leslie Jones estão no elenco Melissa McCarthy, Kristen Wiig e Kate McKinnon.

Quando a versão foi anunciada, ataques machistas tomaram conta da internet , indignados com a possibilidade do filme ganhar nova roupagem com mulheres. As críticas chegaram a ser incluídas no longa, bem como a participação de todos os atores que estiveram no original, além de Murray e Aykroyd, Sigourney Weaver e Ernie Hudson.

Filme de Jason Reitman vai ignorar versão de 2016 e fazer continuação do clássico de 1984
Divulgação
Filme de Jason Reitman vai ignorar versão de 2016 e fazer continuação do clássico de 1984

Agora, Reitman prometeu um filme que será uma sequência dos originais, ignorando a versão de 2016 de Feig. Até então não estava claro se as mulheres chegariam a participar, mas com os comentários de Jones fica evidente que elas não foram chamadas.

Depois de anunciar a nova versão, Jason Reitman chegou a dizer que “tinha muito respeito” pela versão de Feig: “eu tenho muito respeito pelo que Paul criou com essas brilhantes atrizes e adoraria ver mais dessas histórias. No entanto, o novo filme seguirá a trajetória dos filmes originais”, comentou em uma entrevista.

Leia também: Chris Hemsworth mostra o lado B do Thor em “Caça-Fantasmas”

A versão de Reitman de “ Caça-Fantasmas ” tem sido mantida em sigilo, e só deve chegar aos cinemas em 2020. As outras atrizes ainda não se pronunciaram a respeito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.