Tamanho do texto

Globo de Ouro deve manter tradição de prestigiar séries estreantes e ditar tendências para outras premiações. Gente do cinema, como Michael Douglas, Julia Roberts e Hugh Grant, devem ganhar prêmios por séries

Com apresentação de Andy Samberg e Sandra Oh, indicada a melhor atriz de série dramática por "Killing Eve", a 76ª edição do Globo de Ouro acontece neste domingo (6) em Los Angeles, às 23h no horário de Brasília, e tem transmissão exclusiva na TV paga pelo canal TNT.

Leia também: Confira a lista completa dos indicados ao Globo de Ouro 2019

Montagem/divulgação
"Killing Eve", "The Marvelous Mrs. Maisel" e "Sharp Objects", alguns dos pesos pesados dessa edição do Globo de Ouro

O suspense é grande nas categorias televisivas e é muito difícil antecipar quais produções serão vitoriosas entre dramas e comédias no Globo de Ouro . No enatnto, analisando o histórico da Associação dos Correspondentes Estrangeiros de Hollywood (HFPA, na sigla em inglês) e a composição das categorias, é razoável supor que será mantida a tradição de premiar séries novas.

 Entre as séries dramáticas, duas novidades polarizam as atenções. De um lado "Killing Eve", que  entrou na lista das dez melhores novas séries de 2018 do iG Gente e que no Brasil é exibida pelo Globoplay, e de outro "Homecoming", thriller que abraça a paranoia criado pelo responsável por "Mr.Robot" e estrelada por Julia Roberts.

Keri Russell e Matthew Rhys em cena do último e elogiado ano de
Divulgação
Keri Russell e Matthew Rhys em cena do último e elogiado ano de "The Americans": o fim de uma era e um marco cultural na história da TV americana

Correndo por fora está a veterana "The Americans", em sua temporada final. A produção jamais venceu um troféu da HFPA e mesmo com sua elogiada última temporada não conseguiu triunfar no Emmy, outra grande premiação da TV. No entanto, a favor da série conta o fato que ao menos um drama prestigiado triunfou por seu derradeiro ano, "Breaking Bad". É, todavia, um retrospecto muito tímido. 

Completam a categoria outras duas novidades. "Pose", nova criação de Ryan Murphy e estrelada por transexuais, e "Segurança em Jogo", que assim como Killing Eve é uma produção britânica. As duas têm poucas chances de triunfo, mas em uma noite de tantas novidades, tudo pode acontecer.

Comédias

Depois do triunfo com sua primeira temporada em 2018, "The Marvelous Mrs. Maisel" deve ver outra novidade prevalecer. "Kidding", série que une Jim Carrey e Michel Gondry, seu diretor em "Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças", e "The Kominsky Method", estrelada por Michael Douglas e Alan Arkin, são as grandes candidatas a triunfar entre as comédias. No caso de vitória da última, selaria o primeiro triunfo da Netflix na categoria.

"Barry", outra estreante, e 'The Good Place", parecem apenas compor tabela na disputa entre as comédias. 

Já entre as minisséries ou séries limitadas, a HBO é favorita com "Sharp Objects", mas outra produção inglesa pode surpreender. Trata-se de "A Very English Scandal", coprodução da Amazon com a BBC. A trama estrelada por Hugh Grant , que deve vencer entre os atores para produções limitadas, recria um daqueles suculentos escandalos políticos com direito a sexo e moralismo. 

Hugh Grant em cena de
Divulgação
Hugh Grant em cena de "A Very English Scandal", uma das possíveis surpresas do Globo de Ouro 2019

Leia também: As curiosidades, surpresas e esnobadas das indicações ao Globo de Ouro 2019

Atuações

Além de Hugh Grant, Julia Roberts, Amy Adams, Alan Arkin, Michael Douglas e Patricia Clarkson devem ser figuras comumente vistas no cinema premiadas por performances televisivas no Globo de Ouro 2019.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.