Tamanho do texto

Uma entrevista inédita com o vocalista do Nirvana foi divulgado por uma emissora canadense e mostrava as críticas do cantor aos rappers brancos

Após quase três décadas, uma entrevista exclusiva do vocalista da banda de rock Nirvana , Kurt Cobain, foi divulgada pela emissora canadense CTV. A entrevista mostra uma conversa entre Cobain e um jornalista amador Robert Lorusso, que hoje trabalha como professor de física em Londres, no Reino Unido. A entrevista aconteceu em 1991, pouco antes do lançamento do disco da banda "Nevermind".

Leia também: Site oficial do Nirvana desmente boato de que Kurt Cobain está vivo

Em entrevista inédita, Kurt Cobain critica rappers brancos e letras misóginas
Getty Images
Em entrevista inédita, Kurt Cobain critica rappers brancos e letras misóginas


Leia também: Frances Bean Cobain relembra o pai e comemora dois anos de sobriedade

Em conversa franca, Kurt Cobain falou sobre a sua admiração pelo rap como gênero musical, mas criticou as letras misóginas de alguns sucessos do estilo e também a inserção de artistas brancos. Quando questionado por Lorusso sobre porque não gosta de grupos de rap branco, o músico ressaltou que é fã do estilo, mas fez observações. 

"Sou fã de rap, mas a maioria é tão misógina que nem consigo lidar com isso. Eu respeito e amo porque é uma das únicas formas originais de música que foram introduzidas recentemente, mas ver um homem branco fazendo rap é como assistir a um homem branco dançando. Nós não sabemos dançar, e não sabemos fazer rap", alfineta o cantor.

Kurt Cobain, vocalista da banda de rock Nirvana
Reprodução / YouTube
Kurt Cobain, vocalista da banda de rock Nirvana

Em outro trecho, o cantor falou sobre o primeiro contrato que a banda teve com uma gravadora - e que também não foi muito vantajoso para ele e os outros membros da banda. "No fim, só ficamos com uns US$ 20 mil para comprar instrumentos e outros equipamentos. Eu nem tenho onde morar agora", falou. 

Perguntado sobre o futuro, o vocalista dá uma resposta caracteristicamente enigmática: "Qualquer coisa. Eu não sei. Jogar televisões da janela, comer peixe no jantar, extintores de incêndio, fogos de artifício", brincou. 

Leia também: Courtney Love diz que torrou US$ 27 milhões: "Era dinheiro do Nirvana"

Kurt Cobain suicidou-se em 5 de abril de 1994. O cantor marcou uma geração fazendo parte de uma das mais conhecidas bandas de rock. A vida de Kurt já foi retratada de diversas maneiras após a sua morte, seja no cinema, em livros ou em documentários televisivos. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.