Tamanho do texto

Racionais, Emicida, RZO, Projota e Criolo abriram o caminho para que os novos destaques do rap brasileiro também pudessem apresentar suas rimas

O cenário da música nacional ganhou novos nomes no rap brasileiro , que ajudam cada vez mais a somar nesse gênero e também nessa cultura. Músicas com letras fortes de resistência, questionamento do espaço dos negros, racismo, política e romantismo fazem parte da discografia de nomes como Djonga, Baco Exu do Blues, Rincon Sapiência, BK, Thiago Elniño e entre outros que são os novos destaques do rap brasileiro. 

Leia também: Negra Li volta às raízes para projetar empoderamento e mira "virar referência"

Djonga, Baco Exu do Blues, Nill e outros destaques do rap brasileiro que estão surgindo no cenário
Reprodução/Instagram
Djonga, Baco Exu do Blues, Nill e outros destaques do rap brasileiro que estão surgindo no cenário


Trilhando caminhos semelhantes, disputando batalhas de rimas e construindo um sonho de levar a sua arte para além das periferias, os novos destaques do rap brasileiro têm também conquistado prêmios por seus trabalhos, como o rapper baiano  Baco do Exu do Blues , que conquistou a estatueta de artista revelação no Prêmio Multishow 2018 e também como melhor canção do ano com Te Amo Disgraça , do álbum "Esú" (2017). 

Baco Exu do Blues

Baco Exu do Blues, 22 anos, surgiu no cenário nacional em 2016 após o lançamento da faixa  Sulicídio , composta juntamente com Diomedes Chinaski. Em setembro de 2017 lançou seu primeiro disco solo "Esú", aclamado pela crítica pelas fortes metáforas e letras poéticas que falam de poder, amor sexo, religião e sociedade, também participando do Poetas no Topo 2. Entre as principais músicas que são destaque entre o público estão Tardes Que Nunca Acabam , Banho de Sol e Facção Carinhosa

Baco Exu do Blues,dono dos sons Te Amo Disgraça e Banho de Sol, um dos novos destaques do rap brasileiro
Reprodução/Instagram
Baco Exu do Blues,dono dos sons Te Amo Disgraça e Banho de Sol, um dos novos destaques do rap brasileiro


Leia também: Mulheres negras urgem empoderamento feminino e lutam contra racismo pela música

Djonga

O rapper mineiro surgiu como uma avalanche após o lançamento do seu segundo álbum "O Menino Que Queria ser Deus" (2018), sendo considerado atualmente como um dos nomes mais influentes do rap atual. Seu primeiro single foi Corpo Fechado, após veio a produção do disco “Fechando o Corpo”, com sete faixas. Já em 2016, participou do projeto Poetas no Topo, que reuniu MCs de vários estados, como BK, Makalister, Menestrel e Sant.

Djonga, um dos novos destaques do rap brasileiro que conquistou mais espaço após o lançamento do seu álbum O Menino Que Queria Ser Deus
Reprodução/Instagram/Youtube
Djonga, um dos novos destaques do rap brasileiro que conquistou mais espaço após o lançamento do seu álbum O Menino Que Queria Ser Deus


Em 2017, lançou seu álbum de estreia "Heresia", atingindo aclamação de crítica e público pelas fortes críticas à sociedade e mensagens sobre o empoderamento negro. O álbum foi considerado o melhor do ano por votação na revista Rolling Stones e a música O mundo é nosso , com participação de BK, também destaque no rap brasileiro, concorreu ao prêmio RedBull de melhor faixa. 

Em "O Menino Que Queria Ser Deus", o músico abordou temas como vida pessoal, carreira, questões sociais e raciais e romantismo, contando com a participação também dos rappers Sant, Karol Conka e Hot. As músicas do rapper que mais fazem sucesso entre o público são Olho de Tigre , Junho de 94 , Atípico e a recente A Música da Mãe

Leia também: Rappers atribuem evolução e amadurecimento do gênero a sua vertente comercial

Rincon Sapiência

Rincon Sapiência ou Manicongo, é um rapper e poeta paulista que começou sua carreira em 2000 fazendo parte de grupos como Ébanos, 2º Assalto, Plano B, Equilíbrio Insano e Porte Verbal, mas após o recente lançamento do seu álbum "Galanga Livre" (2017), conquistou um espaço de visibilidade maior. Em 2009, lançou seu single Elegância , que foi um dos maiores sucessos da sua carreira, mostrando que é possível ser elegante sem muito dinheiro e em 2013 lançou o álbum "Pronto Como Um Macaco Para Ser Lançado Ao Espaço". 

Rincon Sapiência, um dos novos destaques do rap nacional que tem firmado cada vez mais o seu nome dentro do gênero
Reprodução/Instagram/Twitter
Rincon Sapiência, um dos novos destaques do rap nacional que tem firmado cada vez mais o seu nome dentro do gênero


A ascensão de Rincon continuou com tudo com o lançamento do single Ponta de Lança- Verso Livre , em 2016, onde também participou do Poetas no Topo 3.1 - Prólogo, uma série de vídeos que reuniu 38 MC's de 8 estados que se encerrará no 3.3.

Em 2018, além de trabalhos com Drik Barbosa e Rubel, o artista também engatou uma parceria com a cantora IZA, no single Ginga , um dos recentes trabalhos mais bem-sucedidos da sua carreira. Os trabalhos mais conhecidos do rapper são Linhas de Soco , A Coisa Tá Preta , Afro Rep e Ponta de Lança

BK

Abebe Bikila Costa Santos, mais conhecido como BK, é membro do grupo carioca Nectar Gang e também apresenta trabalhos solo. O rapper carioca é considerado uma das grandes promessas da cena principalmente após o lançamento do seu álbum Castelos & Ruínas, em 2016.

BK, um dos novos destaques do rap nacional, que em 2016 ganhou o Melhor Álbum Nacional dado pela Red Bull,com Castelos & Ruínas
Reprodução/Instagram
BK, um dos novos destaques do rap nacional, que em 2016 ganhou o Melhor Álbum Nacional dado pela Red Bull,com Castelos & Ruínas



Alcançando grande aclamação pública e críticas positivas, BK conquistou diversos prêmios, entre eles como Melhor Álbum Nacional de 2016 pela Red Bull e no Genius Awards do mesmo ano foi o vencedor de todas as categorias nas quais concorreu, como música solo do ano e com participação, disco do ano.

Com letras que retratam a vida o espaço das pessoas negras na sociedade, causas sociais, políticas e também romatismo, BK esteve presente no Poetas no Topo e Favela Vive 2.

Thiago Elniño 

O álbum "A Rotina do Pombo" (2017), que contou com participações especiais de diversos outros rappers como o Rincon Sapiência, Sant, Flávio SantoRua, Tamara Franklin, Douglas Din, Raony e Keops, estes últimos membros da banda Medulla, permitiu que Thiago Elninõ chegasse mais forte a cena do rap. O rapper carioca apresenta letras fortes e vicerais sobre a vida dos negros, temas sociais, políticos e entre outros desde os seus EPs "Cavalos de Briga" (2012), "Fundamento" (2015) e "Filhos de Um Deus que Dança" (2016). 

Thiago Elniño, um dos destaques do rap brasileiro, que chamou atenção no cenário principalmente após o lançamento do seu álbum A Rotina do Pombo
Reprodução/Instagram
Thiago Elniño, um dos destaques do rap brasileiro, que chamou atenção no cenário principalmente após o lançamento do seu álbum A Rotina do Pombo


Thiago, que também é pedagogo e educador, tem como principais sons de sucesso e de crítica Amigo BrancoDiáspora Pedagoginga

Novos destaques do rap brasileiro juntos

 Em constante ascensão, os cantores também se unem em projetos compartilhados, como o recente lançamento do single O céu é o limite , com produção e direção musical de Devastoprod, o trabalhou juntou nomes os novos nomes do rap brasileiro como Rincon, BK e Djonga ao lado de Rael, Emicida e Mano Brown. 

Os novos destaques do rap brasileiro se juntaram com nomes tradicionais para o lançamento de O céu é o limite
Reprodução/Instagram
Os novos destaques do rap brasileiro se juntaram com nomes tradicionais para o lançamento de O céu é o limite


Outros novos destaque do rap brasileiro que também merecem ser citados e que estão fazendo muito barulho são os rappers Konai, Nill, Coruja BC1, Bivolt, Nego Max, Diomedes, Chinaski, Choice, Síntese e Sant. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.