Tamanho do texto

SOT TV chega ao mercado brasileiro para inovar o sistema de streaming e operação televisiva e concorrer com as principais operadoras do País

Há tempos que ouvimos a expressão: 'o digital é o futuro', e cada vez mais ele está se concretizando. A exemplo desse futuro digital temos as plataformas de conteúdo por streaming , que vão além das emissoras tradicionais e proporcionam ao seus assinantes multiplataformas com temas exclusivos. Quem está chegando no mercado para entrar nessa competição é a SOT TV, uma nova plataforma de distribuição de conteúdo que pode ser acessada de qualquer aparelho que tenha conexão com internet. 

Leia também: Uma nova era: o YouTube e os seus passos para dominar o mundo do streaming

SOT TV - um novo conceito no mercado
Banco de Imagens
SOT TV - um novo conceito no mercado


Compreendendo o mercado

Com a evolução da tecnologia, a população está buscando cada vez mais serviços como o VoD, significando que o conteúdo pode ser acessado a qualquer hora que o assinante escolher, e a SOT TV . De acordo com o Relatório e Recomendações da ANCINE para o Mercado de VoD, no Brasil, estima-se que 49% dos usuários de internet utilizem serviços de vídeo sob demanda, número similar ao dos EUA e superior ao de países como Canadá e México. 

Serviços de streaming on-line estão conquistando cada vez mais o público
Banco de Imagens
Serviços de streaming on-line estão conquistando cada vez mais o público

Em complemento, segundo dados apresentados por uma pesquisa feita pela Statista, em dezembro de 2017, cerca de 47,87% dos assinantes de TV a cabo também afirmaram usar serviços de streaming on-line mais do que a assinatura por cabo.

Tendo em vista todo esse cenário da penetração dos serviços de VoD no Brasil, as plataformas de conteúdo como  YouTube (84%) e a  Netflix (71%) são as que mais se destacam nesse cenário. Segundo os entrevistados na pesquisa, ficou estimado que em 2021 esse serviço alcançaria 14,5%  de espaço, 2,5% a mais que em 2017.

Porém, toda essa penetração de novos formatos para consumir conteúdo variaria de acordo com o modelo de negócios. No Brasil, prevaleceria o modelo que mais cresce, o VoD, no qual se situam Netflix e GloboPlay , por exemplo. Seguido pelas modalidades transacional por aluguel (TVoD) e por aquisição por tempo ilimitado do direito de fruição da obra (electronic sell through – EST).

Nova forma de pensar TV

Compreendendo o atual - e futuro - cenário e desejo dos consumidores, o Sistema Operacional de Televisão, SOT TV, operando em HD, segue o mesmo caminho para conquistar os mais de 120 milhões de brasileiros usuários de internet. Fruto de um grupo de investidores brasileiros e estrangeiros, o sistema chegou para concorrer com operadoras como Net, Vivo e Sky. 

Carlos Santos, CEO da SOT TV no Brasil
Divulgação
Carlos Santos, CEO da SOT TV no Brasil

Destacando-se no mercado pelo detalhe que qualquer usuário pode ter acesso ao conteúdo através de Smart TV, Apple TV e smartphones que se conectem a internet, o CEO da empresa no Brasil, Carlos Santos, reitera a nova tendência mundial destacando também a qualidade de conteúdo e acesso à cultura a toda população. Mas, os benefícios não param por ai: "Os benefícios são inúmeros: "Qualidade HD com baixa velocidade de internet sem necessidade de cabos ou fios, uma programação segmentada, por exemplo, com os canais KIDS ou a Rádio SOT, canal Retrô e entre outros", explica. 

Leia também: Streaming x TV por assinatura: quem está ganhando a guerra?

Conteúdo e inovação na forma de pagamento

Tendo o conteúdo como o fator principal do serviço, a SOT TV tem uma produtora própria em que os parceiros são os próprios artistas. A programação exclusiva conta com atrações como um reality com Sula Miranda e o programa "Na Lata", de Antônia Fontenelle, que também é reprisado. Carlos Santos revela que a empresa ainda vai vir com outras inovações para surpreender o mercado de entretenimento, contando que todos as atrações tem o aval e são dirigidos pelo superintendente artístico Milton Neves, que já dirigiu nomes como Eliana e Gugu. 

A programação infantil também é um destaque da SOT, que apresenta atrações com temas educativos. "Traremos o primeiro programa infantil à noite, o “Boa Noite, Galerinha” das 20h às 21h, que vai ensinar as crianças a arrumar a cama, escovar os dentes, contar historinha e acalmá-las como um preparo mesmo para o descanso", conta o CEO. 

Com a a liberdade de ter entretenimento na palma da mão, já que a plataforma replica conteúdo variado em qualquer aparelho que tenha internet, o assinante faz uma assinatura simples, sem consulta aos serviços de proteção de crédito, podendo ser renovada mês a mês. A SOT começa a operar no Brasil com uma taxa de R$ 11 por mês, podendo usar diversas formas de pagamento, entre elas o PinCash. 

SOT TV apresenta conteúdos exclusivos para os seus usuários
Banco de Imagens
SOT TV apresenta conteúdos exclusivos para os seus usuários


"A pessoa que assina pelo PinCash recebe um código, depois escolhe dentre os 330 mil locais disponíveis no Brasil dentre lotéricas, bancas de jornal e supermercados para apresentar esse código, pagar os R$ 11 em dinheiro e receber via celular mesmo uma validação imediata do serviço. Sem burocracia e sem precisar ter conta em banco", conta Carlos. 

Leia também: Streaming passa a ser maior fonte de renda da indústria musical, diz relatório

Conquistando o mercado internacional

Projetando conquistar não só o mercado brasileiro, a SOT seguirá com implementalções em países do Mercosul, Estados Unidos e Europa. Além disso, Carlos também conta que a empresa está em negociações com vários provedores de conteúdo, além de canais abertos, emissoras e serviços. 

A SOT TV irá manter uma assinatura gratuita até a meta de 200 mil como uma degustação do serviço. Assim que a “promoção” free cehagar a meta de implantação, outras atrações também estarão disponíveis, como o sistema VoD, filmes e séries, completa Carlos Santos.