Tamanho do texto

Aos 54 anos, cineasta tem fama de provocador por produzir obras com muito sexo, violência, drogas, entre outros tabus; saiba mais de seu último filme

Nesta quinta (17), o diretor franco-argentino Gaspar Noé, responsável por filmes polêmicos como "Love" e "Irreversível", ganhou o prêmio Art Cinema, da Quinzena de Realizadores, em Cannes , na França, pelo seu mais novo trabalho, "Climax" .

Leia também: Cinema e amadurecimento se confundem no afetuoso “Paris 8”

O diretor Gaspar Noe recebeu boas críticas por seu novo trabalho, o filme
Divulgação
O diretor Gaspar Noe recebeu boas críticas por seu novo trabalho, o filme "Clímax"

O argentino Gaspar Noé  se orgulha da fama de provocador que conquistou com os longa-metragens "Irreversível", no qual a atriz Monica Bellucci passa por uma cena de estupro que dura 9 minutos; "Viagem Alucinante", que mergulha no universo das drogas; e "Love", com cenas reais de sexo em 3D.

Leia também: Atraso e progresso se chocam no esteticamente arrojado "A Cidade do Futuro"

Na tentiva de superar-se, agora, ele levou "Climax" a Cannes. O jornal britânico The Guardian o descreveu o longa-metragem como um:"delírio satânico de sexo e desespero de uma trupe de dança".

Gaspar Noe é diretor do grande longa-metragem
Reprodução IMDB
Gaspar Noe é diretor do grande longa-metragem "Clímax"

Gaspar Noé fala Sobre "Clímax"

"Tivemos 75% de cobertura negativa para 'Viagem Alucinante' e 85% de cobertura negativa para 'Love'. Eu espero 90 a 95% (para 'Climax'), mas o vento soprou na outra direção, a maior parte da cobertura está extremamente boa."

A aposta do filme é simples. Um grupo de dançarinos jovens está fazendo uma festa pós-ensaio que começa a se tornar desagradável quando percebem que alguém batizou a bebida com LSD.

“É uma noite de farra ruim", conta o diretor Gaspar Noé, de 54 anos. "Começa como uma coisa alegre... uma coisa que deveria ser ótima fica horrível",  continuou.

Gaspar Noe é o diretor de
Reprodução IMDB
Gaspar Noe é o diretor de "Clímax"

Embora exista violência e terror de sobra em "Climax", o elenco de dançarinos faz apresentações incríveis filmadas por uma câmera giratória, ora de cabeça para baixo, ora hipnotizante e desconcertante. 

Leia também: Cinemark lança projeto para dar mais visibilidade ao cinema brasileiro

Mas nem todas as críticas foram boas para Gaspar Noé . A revista Variety   também externou sua opinião sobre o filme:"foi como ver 'Fama' dirigido pelo Marquês de Sade com uma Steadicam". Não deixe de conferir o trailer:

    Leia tudo sobre:
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.