Tamanho do texto

Sejam eles músicos ou diretores, os clipes já são um grande mercado da música e cada vez mais ganham visualizações no YouTube; confira

Dos youtubers aos cantores que começam com produções caseiras, a internet tem revelado diversos artistas cada vez mais. Os clipes musicais, por sua vez, estão em alta e são grandes ferramentas para que esses talentos consigam emergir sob os holofotes da indústria do entretenimento. Esse movimento tem sido sentido também para aqueles que ficam por trás das câmeras, como Gustavo Segantini , diretor de clipes musicais.

Cena de um dos clipes de Pollo com Mc Pedrinho,
Reprodução
Cena de um dos clipes de Pollo com Mc Pedrinho, "Fim de Semana na Quebrada"

Leia também: Banda de rock Trampa faz clipe tocando o terror em Brasília e critica Bolsonaro

“O pessoal está consumindo internet, Youtube cada vez mais. Tanto as produtoras audiovisuais, quanto a galera independente estão cada vez mais produzindo. Acho que é algo que só tende a crescer”, conta o diretor de clipes, que, segundo ele, começou com “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça”. Atualmente, Segantini assina o clipe “Fim de Semana na Quebrada”, do projeto de Pollo e Mc Pedrinho que chegou a acalnçar mais de 62 milhões de visualizações.

Leia também: Distante do pop e com crítica social, Pabllo Vittar lança clipe de Indestrutível

“No começo foi uma experiência única porque são dois artistas grandes que eu não havia trabalhado antes e a oportunidade surgiu meio que do nada”, relembra Gustavo Segantini. “Fomos pensando junto no roteiro, na possibilidade de estar gravando, e foi rolando. Gravamos aqui em Pirituba mesmo, em um posto de gasolina”, completa o diretor.

Inspirações para um clipe

Cena de
Reprodução
Cena de "Comigo Até o Fim", clipe gravado por Gustavo Segantin

A carreira por trás das câmeras por sua vez vem com muitas influências. “Eu assisto muito clipe gringo, muita coisa de trap principalmente, como Future. Também tem muita coisa no cenário nacional, mas eu tento sempre trazer um pouco do meu trabalho pessoal pra não ficar tão igual a tudo”, comenta Segantini.

Com grandes visualizações não só em “Fim de Semana na Quebrada”, mas também em “Comigo Até o Fim”, o mais recente clipe que assina a direção também do mesmo projeto de Pollo e Mc Pedrinho, o diretor resgata Kondizlla e comemora. “Ele abriu portas para o cenário audiovisual, alcançar esses números acho que ninguém conseguiria sozinho. Acho que tudo é uma somatória, todo mundo ajuda todo mundo um pouco”, comenta.

Leia também: Acabou o amor? A internet anda reprovando Anitta com mais frequência

A trajetória, por sua vez, não pode parar. Ainda que os trabalhos com o grupo Pollo e o funkeiro Mc Pedrinho tenham sido os que Gustavo Segantini mais gostou de ter feito, o diretor revela que o futuro do universo dos clipes ainda tem muito a ser explorado. “Tem tanta coisa que eu gostaria de fazer, mas eu acho que trabalhar com grandes artistas do cenário, poder divulgar o meu trabalho é mais importante. Não tem alguém que eu almeje, acho que naturalmente vai rolando”, finaliza.  

    Leia tudo sobre: YouTube