Tamanho do texto

Filme alemão "Western" estreia neste fim de semana em cidades do País

O gênero americano por excelência é o western, mas já vimos apropriações desses códigos por cinematografias de outros países como Japão, com “Os Sete Samurais” (1954), que em um intercâmbio inusitado gerou o clássico faroeste “Sete Homens e um Destino” (1960); e Brasil, com filmes como “Faroeste Caboclo” (2013) e “Comeback” (2017). A mais inortodoxa  dessas apropriações, no entanto, vem da Alemanha.

Leia também: Clipe sobre orgasmo feminino é removido do YouTube e cantora protesta

Cena do filme
Divulgação
Cena do filme "Western", que entra em cartaz neste fim de semana em algumas capitais brasileiras

“Western” é uma coprodução entre Alemanha, Áustria e Bulgária e mostra um punhado de operários alemães que vai trabalhar em uma construção na fronteira entre a Bulgária e a Grécia. As reminiscências da Alemanha invasora da 2ª guerra mundial e o ambiente competitivo entre os próprios alemães rapidamente se fazem sentir e ecoar na paisagem. A partir desse jogo de sutis e subitamente intensas diferenças que a diretora Valeska Grisebach oferta uma reconstrução dos signos do gênero americano por excelência.

Leia também: “Maria Madalena” desfaz estigma da prostituta e a coloca como apóstola de Jesus

O olhar europeu e feminino sobre códigos essencialmente masculinos é o principal arvoredo do filme, que tem um ritmo bastante particular e se desenvolve de maneira cadenciada e falada. A ação se dá toda ela por meio de diálogos e pequenos gestos. Atritos de convivência se revelam no esporádico, nos detalhes. Essa parcimônia, que obedece certa pretensão estética, afugenta espectadores habituados a um cinema mais urgente e de linguagem videoclipada.

Gabarito

Cena do filme Western
Divulgação
Cena do filme Western

O filme foi exibido na Mostra Um certo Olhar do último festival de Cannes e chega ao Brasil pela distribuidora Zeta Filmes , que costuma fazer a curadoria de ótimos exemplares do cinema independente americano, bem como de preciosidades do cinema europeu. Importantes diretores do cinema contemporâneo como Hong Sang-soo, Apichatpong Weerasethakul, Larry Clark, Corneliu Porumboiu, Danis Tanovic e Tsai Ming Liang, Sean Baker, Alex Ross Perry, Denis Côté e Amat Escalante tiveram seus filmes lançados no Brasil nos últimos anos pela Zeta.

Leia também: Jessica Jones retorna angustiada e com fantasmas do passado à espreita

“Western” entra em cartaz neste fim de semana em algumas das principais cidades do País como Rio de Janeiro, São Paulo, Goiânia, Brasília, Recife, Porto Alegre, Aracaju e Niterói.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.