Tamanho do texto

O longa só estreia em 2019, mas algumas informações sobre a sequência dessa história já foram divulgadas na imprensa; confira as mais quentes!

Ela está de volta e, desta vez, com mais ação ainda! A sequência de “Mulher-Maravilha” já foi confirmada e a cada dia que passa novas informações sobre o que esperar desse sucesso do cinema começam a ressurgir nos bastidores, com as gravações cada vez mais se aproximando. De acordo com o site Omega Underground , a produção e o elenco comandado por Patty Jenkins e protagonizado por Gal Gadot retornam ao set no dia 28 de maio e deverão ter cenas rodadas nos estúdios da Warner no Reino Unido.

Sequência de Mulher-Maravilha chega nos cinemas somente em novembro de 2019, mas novidades já estão no ar
Divulgação
Sequência de Mulher-Maravilha chega nos cinemas somente em novembro de 2019, mas novidades já estão no ar

Leia também: Como os movimentos contra o assédio devem impulsionar as mulheres no audiovisual

A estreia da sequência de “ Mulher-Maravilha ” por sua vez só acontecerá em novembro do ano que vem, mas para aqueles que estão ansiosos para saber o que esperar do novo filme de Patty Jenkins, nós separamos cinco novidades desse clássico contemporâneo.

Leia também: Estudo mostra queda no número de mulheres protagonistas no cinema em 2017

Kristen Wiig como a vilã Cheetah

Kristen Wiig fará parte do elenco da sequência de Mulher-Maravilha como a Mulher-Leopardo
Reprodução
Kristen Wiig fará parte do elenco da sequência de Mulher-Maravilha como a Mulher-Leopardo

Nesta sexta-feira (09), a diretora do longa Patty Jenkins utilizou sua conta no twitter para anunciar uma nova atriz no elenco do filme: Kristen Wiig. A estrela de “Saturday Night Live” e “Ghostbusters” interpretará a Mulher-Leopardo, a grande vilã de Mulher-Maravilha. “Estou muito empolgada em confirmar a mais excitante novidade. Sim! É verdade! Incrivelmente afortunada em receber a imensamente talentosa Kristen Wiig na família Mulher-Maravilha. Mal posso esperar para finalmente trabalhar com uma das minhas favoritas. E MUITO animada pelo que planejamos.", postou Jenkins no Twitter. Uau!

"Me Too"

Fazer um filme em Hollywood mudou bastante depois dos movimentos contra o assédio e o abuso sexual. No próprio longa “Mulher-Maravilha”, a protagonista Gal Gadot ameaçou sair da produção caso o produtor Brett Ratner não fosse demitido, logo após surgirem acusações de assédio e homofobia contra ele. Por essas e outras, o longa foi o primeiro após as polêmicas da sétima arte emergirem na mídia a adotar normas para prevenir o assédio sexual durante sua realização. Entre as normas, estão a de fornecer treinamento anti-assédio sexual para cada pessoa, estabelecer procedimentos de denúncia de assédio e de realizar todas as reuniões e/ou sessões com o elenco em ambientes seguros, profissionais e confortáveis. Além disso, está nas diretrizes seguir as leis federais e estaduais em relação ao assédio, ser vigilante na prevenção do assédio sexual durante a produção, prestar atenção às denúncias de assédio e estar atento a possíveis retaliações contra funcionários que denunciem assédio.

O amor está no ar

Um grande romance vai acontecer no novo filme, segundo diretora Patty Jenkins
Reprodução/Instagram
Um grande romance vai acontecer no novo filme, segundo diretora Patty Jenkins

Ainda no final do ano passado, enquanto preparava o roteiro ao lado de Geoff Johns e Dave Callaham, Patty Jenkins adiantou algumas novidades sobre o novo filme e, entre os rumos, a diretora revelou que um grande romance está por vir à revista Variety . “O filme mostrará outros valores da Mulher-Maravilha, usando uma fórmula semelhante ao primeiro filme com diversão garantida, mas que gera algumas questões muito grandes em seu terceiro ato. Essa é uma fórmula que eu realmente gosto, e eu gosto da ideia de levar alguém em uma jornada muito sólida e excelente, mas que chega a uma pergunta maior a ser respondida. Temos uma grande história de amor novamente sendo desenvolvida e alguns novos personagens inacreditáveis. Estou tão entusiasmada, porque será muito diferente do primeiro filme”, adiantou. Quem será que entrará na vida de Diana nesta temporada?

Leia também: O ano foi dela: Gal Gadot é a personalidade de 2017 com sua “Mulher-Maravilha”

Um mundo não tão distante

Depois de trazer para as telonas o cenário das Grandes Guerras, agora a Mulher-Maravilha retorna nos tempos atuais. Pelo menos é isso o que já revelou a diretora Patty Jenkins em uma de suas entrevistas à imprensa internacional. “Estou bastante empolgada em trazê-la para os EUA e mostrar como ela se tornou a Mulher-Maravilha que todos conhecemos, com a qual todos crescemos, uma heroína americana. Vou trazer a história para os dias de hoje, entregar um filme divertido e estiloso. O primeiro Mulher-Maravilha é sobre ela se tornando a pessoa que é. Eu mal posso esperar para continuar essa jornada”, afirmou ao Toronto Sun . Onde será que a heroína irá se enfiar dessa vez?

Uma participação mais que especial

Lynda Carter como a Mulher-Maravilha na série de TV dos anos 1970
Divulgação
Lynda Carter como a Mulher-Maravilha na série de TV dos anos 1970

Ainda não está confirmado, mas há rumores que o novo “Mulher-Maravilha” terá uma participação especial pra lá de especial mesmo! A colaboração se trata da atriz Lynda Carter, que interpretou a personagem nos anos 1970 na série televisiva. Ainda no ano passado, a atriz revelou à revista People que estava em conversas para a realização do filme. “Estávamos tentando me pegar no primeiro e não conseguimos fazê-lo funcionar com o nosso tempo”, revelou. “Realmente é para Patty e, se funcionar de forma orgânica, será muito divertido e será maravilhoso fazer. Estou aberta a isso? Absolutamente. Eu adoro Patty Jenkins. Mas vamos ver como isso acontece”, completou a atriz que atualmente tem 65 anos e interpreta a presidente Olivia Marsdin na série “CW Supergirl”. A vontade de trazer a atriz para a produção, por sua vez, é recíproca. Em entrevista ao  Entertainment Weekly em janeiro deste ano, a diretora retomou o assunto. “Lynda é uma das pessoas mais queridas para nós, tem sido uma grande mentora e uma querida amiga. E nós, na verdade, tentamos desesperadamente busca-la para o nosso primeiro filme e tínhamos uma agenda que simplesmente não poderia funcionar, então ela sempre faz parte da nossa família Mulher-Maravilha. Não vamos dizer nada ainda, mas certamente não há falta de tentativas”, revelou. Parece que o sentimento de "Girl Power" da produção estará mais forte e poderoso do que nunca!

Leia também: A revolução nada silenciosa das mulheres no universo do podcast

A sequência de “Mulher-Maravilha” está programada para chegar aos cinemas nos Estados Unidos em 1º de novembro de 2019 com Gal Gadot protagonizando o longa sob a direção de Patty Jenkins. No Brasil, ainda não há previsão de estreia.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.