Tamanho do texto

Sete dos nove indicados a Melhor Filme não chegaram nem mesmo a arrecadar US$ 100 milhões durante a sua exibição nos cinemas dos Estados Unidos; confira o status dos principais concorrentes nas bilheterias

Os nove indicados a melhor filme do Oscar 2018 podem ter feito muito sucesso para os críticos de cinema , mas nas bilheterias a história foi outra. Exceto por “Corra!” e “Dunkirk”, que alcançaram mais de US$ 100 milhões nas bilheterias dos Estados Unidos, todos os demais longa-metragem não chegaram a ganhar o título de blockbuster no País.

Divulgação
"Três Anúncios Para um Crime", um dos filmes mais cotados do Oscar 2018, não chegou a arrecadar US$ 100 nos EUA

Leia também: Depois de gafe histórica, Warren Beatty e Faye Dunaway voltam para o Oscar 2018

Um dos mais cotados para levar o prêmio do Oscar 2018 para casa, “Três Anúncios para Um Crime”, teve uma arrecadação de US$ 50, 6 milhões nos Estados Unidos, menos que o longa que traz Meryl Streep no elenco, “The Post: O Anúncio de Uma Guerra”, que chegou a arrecadar US$ 79,3 milhões. “Me Chame Pelo Seu Nome”, por sua vez, foi o que menos arrecadou da lista de indicados: foram apenas US$ 15,7 milhões nas bilheterias dos Estados Unidos. “Trama Fantasma” quase alcançou o feito do longa de Luca Guadagnino, já que arrecadou US$ 19,4 milhões até o fim de fevereiro deste ano.

Leia também: Teste seus conhecimentos sobre os indicados ao Oscar 2018 com o nosso quiz

A estreia de Greta Gerwing como diretora com o longa independente “Lady Bird: É Hora de Voar” arrecadou US$ 47,5 milhões de novembro até o fim de fevereiro. Já o “O Destino de Uma Nação” alcançou US$ 54,7 milhões nas bilheterias e um dos maiores indicados da temporada, “A Forma da Água”, que recebeu 13 indicações nas 24 categorias da premiação, teve uma arrecadação doméstica em torno dos US$ 55,8 milhões.

Os números chamam atenção pois, em anos anteriores, os filmes que emplacavam na lista de melhores do ano apresentavam uma bilheteria muito maior, já que provinha inclusive de estúdios de maior porte, como aconteceu com “Avatar”, “Titanic”, “Gladiador” ou até mesmo “Argo”, que teve um total de US$ 136 milhões de arrecadação na bilheteria. Entretanto, a tendência dos últimos anos parece premiar obras que se distanciam dos blockbusters, como aconteceu no ano passado com “Moonlight: Sob a Luz do Luar” – o segundo filme de menor bilheteria a vencer a categoria de Melhor Filme, ou até mesmo em 2016, com “Spotlight – Segredos Revelados”.

Leia também: Com lançamentos enfileirados, filmes do Oscar custam caro para o público

Chris Nolan dirige seus jovens atores nos bastidores de Dunkirk, o maior sucesso comercial entre os indicados a melhor filme
Divulgação
Chris Nolan dirige seus jovens atores nos bastidores de Dunkirk, o maior sucesso comercial entre os indicados a melhor filme

De acordo com a revista Variety, a realidade desses longa-metragens é que nenhum foi desenvolvido para ser comercial, uma vez que sete dos nove indicados “foram lançamentos de plataformas, um termo da indústria para filmes menores e independentes que se abrem em um número modesto de salas antes de expandir semanas e meses”. Ainda, segundo a publicação, o retorno acaba sendo visível para a produção do filme já que “’A Forma da Água viu a sua bilheteria aumentar em 181%, ‘Três Anúncios Para um Crime’, subiu para 81% e Lady Bird: A Hora de Voar’ aproveitou um aumento de 61% na venda de ingressos”.

Premiação

O Oscar 2018 acontece neste domingo (04) em Los Angeles, nos Estados Unidos, premiando em 24 diferentes categorias os melhores do cinema. A exibição pela televisão no Brasil começa a partir das 20h30 no canal pago TNT e na Rede Globo logo após o “Big Brother Brasil”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.