Tamanho do texto

Mais uma vez Meryl Streep quebra seu próprio recorde e recebe a 21° indicação ao Oscar pela categoria de melhor atriz em "The Post". Reunimos todas as indicações ao Oscar da legendária atriz norte-americana

A atriz norte-americana, Meryl Streep, não cansa de fazer bonito e na manhã dessa terça-feira (23) fez mais uma história ao longo dos seus 42 anos de carreira. A talentosa intérprete recebeu sua 21° indicação ao Oscar. Ela está sempre no topo e é consagrada como uma das atrizes mais premiadas de todos os tempos em categorias de atuação, já são mais de 271 indicações a prêmios do cinema. Dessa vez o reconhecimento foi pelo seu papel como Katherine Graham em " The Post - A guerra secreta ".

Leia também: Depois de denúncias de assédio, James Franco é esnobado pelo Oscar 2018

Atriz Meryl Streep, 42 anos de carreira e 21 indicações ao Oscar
Reprodução Instagram
Atriz Meryl Streep, 42 anos de carreira e 21 indicações ao Oscar


Meryl Streep é um orgulho para Hollywood e dessa vez não foi diferente e novamente foi reconhecida na 90° cerimonia ao Oscar , pelo sua atuação como a herdeira do jornal "The Washington Post” que tem a grande missão de publicar denúncias sobre o posicionamento dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã.

Leia também: Oscar chega aos 90 anos mais diverso e receptivo ao cinema de gênero

A estrela coleciona as estatuetas da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas que foram conquistadas graças as suas atuações em “A Escolha de Sofia” (1982) e “A Dama de Ferro” (2011), como melhor atriz e em “Kramer versus Kramer” (1979), como atriz coadjuvante. Entretanto, o Oscar reconheceu o trabalho da atriz em outras edições, consagrando-a como a mais indicada ao prêmio de todos os tempos. 

Relembre as indicações de Meryl Streep ao Oscar:

Oscar 1978 – “O Franco Atirador”

Apesar de não ter vencido o primeiro ano em que foi indicada ao Oscar, Meryl Strepp foi nomeada para concorrer ao prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante pela sua atuação em “O Franco Atirador”, um filme de drama sobre um trio de metalúrgicos russo-americanos e seu serviço na Guerra do Vietnã. A atriz interpretou Linda, uma jovem pensativa que atrai os olhares do amigo de seu namorado.

 Oscar 1979 – “Kramer versus Kramer”

No ano seguinte da sua primeira indicação, Meryl Streep leva a estatueta para casa como Melhor Atriz Coadjuvante por sua atuação no drama baseado no romance homônimo de Avery Corman. A atriz interpretou Joanna Kramer, que opta pela separação e, mais tarde, tem que enfrentar todos os problemas atrelados à guarda do filho.

Oscar 1981 – “A Mulher do Tenente Francês”

O drama britânico fez Meryl Strepp ser reconhecida pela primeira vez na categoria de Melhor Atriz do Oscar. No filme, Streep interpreta Anna, uma atriz estadunidense que interpreta uma personagem britânica em um filme de época, fazendo a sua história de ficção confundir com a real. Apesar de não ter vencido no Oscar, a atriz levou a estatueta do Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme de Drama por sua atuação no filme.

Oscar 1982 – “A Escolha de Sofia”

Meryl Streep em cena de
Divulgação
Meryl Streep em cena de "A Escolha de Sofia"


Protagonista do clássico romance homônimo, Meryl Strepp deu a vida à Sofia Zawistowski e isso lhe rendeu o seu primeiro Oscar de Melhor Atriz. O filme retrata o dilema de uma mãe que tem que escolher um de seus filhos para ser morto em um campo de concentração.

Oscar 1983 – “Silkwood – Retrato de uma Coragem”

No ano seguinte, a atriz também concorreu ao Oscar de Melhor Atriz por sua atuação como Karen Silkwood, uma personagem real que era ativista sindical e morreu enquanto denunciava as irregularidades de uma fábrica onde trabalhava.

Leia também: Confira os maiores esnobados e as maiores surpresas do Oscar 2018

Oscar 1985 – “Entre Dois Amores”

Meryl Streep em
Divulgação
Meryl Streep em "Entre dois amores"

O filme recebeu 28 prêmios, apesar de o de Melhor Atriz no Oscar não ser um deles. Meryl Streep, entretanto, concorreu à estatueta por sua atuação como Karen Blixen, uma mulher rica e solteira que acaba se casando com seu amigo por conveniência. Apesar de não ter sido motivada pelo romance, a personagem, que é baseada em uma pessoa real, acaba se metendo em diversas situações amorosas e dramáticas.

Oscar 1987 – “Ironweed”

Mais uma vez, Meryl Streep foi indicada na categoria de Melhor Atriz por sua atuação como Helen Archer no dramático filme dirigido pelo argentino Hector Babenco. O longa retrata a dramática história de um casal de alcoólatras que tentam fugir da realidade e dos traumas do passado.

Oscar 1988 – “Um Grito no Escuro”

No ano seguinte, Meryl Streep ressurge na lista de indicados ao Oscar por sua atuação no suspense. A atriz interpretou Lindy Chamberlain, uma mãe que durante um acampamento com a família tem o seu filho bebê dado como desaparecido. As investigações a acusam de homicídio e ela tem que enfrentar ser o assunto de um debate nacional.

Oscar 1990 – “Lembranças de um Paraíso”

Desta vez, Meryl Streep foi indicada a Melhor Atriz por sua atuação em uma comédia, em que interpreta uma cantora alcoólatra que volta para a casa de sua mãe, uma ex-atriz de Hollywood e tenta reestabelecer um relacionamento com ela.

Oscar 1995 – “As Pontes de Madison”

inco anos mais tarde, Maryl Streep foi indicada ao filme baseado no livro homônimo de Robert James Waller. A atriz interpreta Francesca Johnson, uma mulher que se envolve com um fotógrafo da National Geographic em um relacionamento extraconjugal. A história é contada depois da morte da dona de casa, em flashbacks.

Oscar 1998 – “Um Amor Verdadeiro”

A atuação de Meryl Streep no drama “Um Amor Verdadeiro” rendeu-lhe uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz na edição de 1998. O filme conta a história de uma jovem jornalista de Nova York que tem que deixar seu emprego para cuidar da sua mãe, que enfrenta um câncer.

Oscar 1999 – “Música do Coração”

Na última edição do Oscar do século XX, Meryl Streep foi indicada a Melhor Atriz novamente, por sua atuação em um drama que conta a história de uma mulher que sacrificou sua carreira por conta do marido, mas depois tem uma chance de recomeçar.

Oscar 2002 – “Adaptação”

O filme de comédia dramática também rendeu à Meryl Streep uma indicação ao Oscar por sua atuação em como Susan Orlean, uma escritora que tem seu livro adaptado por um roteirista que enfrenta diversas dificuldades criativas. Nesta edição, a atriz foi indicada como Melhor Atriz Coadjuvante no Oscar.

Leia também: Vocalista de O Rappa se irrita e xinga público em festival de música

Oscar 2006 – “O Diabo Veste Prada”

Em 2006, Meryl Streep ficou grisalha para protagonizar o filme 'O Diabo Veste Prada'
Divulgação
Em 2006, Meryl Streep ficou grisalha para protagonizar o filme 'O Diabo Veste Prada'

Meryl Streep volta à categoria de Melhor Atriz em “O Diabo Veste Prada”, a comédia dramática que conta a história de uma jovem jornalista que tem que enfrentar a sua chefe carrasca.

Oscar 2008 – “Dúvida”

A atuação de Meryl Streep como a irmã Aloysius Beauvier rendeu à atriz a indicação de Melhor Atriz no Oscar. O filme se passa em 1964 e conta a história de uma rígida escola católica que enfrenta algumas mudanças com a chegada de novos personagens.

Oscar 2009 – “Julie & Júlia”

Meryl Streep em
Divulgação
Meryl Streep em "Julie & Julia"

A atriz ganhou sua 16ª indicação ao Oscar pela atuação na comédia dramática gastronômica “Julie & Júlia”. O filme retrata a vida de Julia Child, uma apresentadora de programas culinários e na tentativa de Julie Powell reproduzir todas as suas receitas.

Oscar 2012 – “A Dama de Ferro”

Com a sua 17ª indicação, Meryl Streep conquista mais uma estatueta de Melhor Atriz no Oscar por sua interpretação de Margareth Thatcher no filme que conta a sua história, desde o início da carreira até o ápice como Primeira Ministra do Reino Unido.

Oscar 2014 – “Álbum de Família”

Um drama que envolve as relações familiares fez, novamente, Meryl Streep ser reconhecida pela Academia por sua atuação no cinema. O filme retrata a reunião de uma família e todos os problemas e questionamentos que afloram com esse encontro.

Oscar 2015 – “Caminhos da Floresta”

O filme de fantasia musical levou Meryl Streep a receber mais uma indicação ao Oscar. Produzido pela Disney, o filme conta a história de uma bruxa, interpretada pela atriz, que amaldiçoou um casal, após uma cena de roubo envolvendo integrantes da família.

Oscar 2017 – “Florence: Que Mulher é Essa?”

Novamente na categoria de Melhor Atriz pela sua atuação na comédia musical sobre Florence Foster Jenkins, uma rica mulher que queria seguir carreira na ópera, apesar da falta de habilidade para isso. 

Leia também: "A Forma da Água" lidera corrida para o Oscar 2018 com 13 indicações

Oscar 2018 – “The Post - A guerra secreta"

Meryl Streep é indicada pela 21° vez e se consagra como a mais indicada da história. Em “ The Post - A guerra secreta " ela é Katherine Graham, herdeira do jornal " The Washington Post ” que tem a grande missão de publicar denúncias sobre o posicionamento dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.