Tamanho do texto

O longa chegou aos cinemas nesta semana e já traz grandes números de bilheteria, quase superando o seu antecessor, "O Despertar da Força"

O filme “ Star Wars: Os Últimos Jedi ” mal chegou nos cinemas do mundo e já está dando o que falar. Na América do Norte, o filme chegou ao número mássico de arrecadação de US$ 215 milhões na última semana, tendo a sua primeira sexta-feira alcançado o número de US$ 104,8 milhões. Este é o primeiro filme que quase bateu o recorde de “Star Wars: O Despertar da Força”, que arrecadou US$ 119 milhões na sua primeira sexta-feira de exibição.

Cena de Star Wars: Os Últimos Jedi
Divulgação
Cena de Star Wars: Os Últimos Jedi

Leia também: Paradigmático, “Star Wars: Os Últimos Jedi” redimensiona o futuro da saga

Entretanto, os números não são altos apenas na América do Norte. Mundialmente, o novo filme de “ Star Wars ” alcançou a marca de US$ 230 milhões no início do fim de semana, totalizando cerca de US$ 450 milhões ao redor do mundo. No âmbito do cinema, o filme ocupa o segundo lugar nos sucessos nacionais. Além de “O Despertar da Força”, em 2015 “Jurassic World” arrecadou US$ 209,8 milhões no seu primeiro final de semana e em 2012 teve “Os Vingadores” com US$ 207,4 milhões.

Leia também: "Os Últimos Jedi" está entre filmes mais mal avaliados pelos fãs de "Star Wars"

Dirigido por Rian Johnson, “Star Wars: Os Últimos Jedi” retoma a trama de “O Despertar da Força” trazendo o elenco original como Mark Hamill, Carrie Fisher, Adam Driver, Daisy Ridley, John Boyega, Oscar Isaac e Andy Serkis, além de novas estrelas como Kelly Marie Tran, Laura Dern e Benicio del Toro. Entre um longa e outro ainda teve a spin-off “Rogue One”, que arrecadou nacionalmente US$ 155,1 milhões no seu primeiro fim de semana e US$ 1,1 bilhão mundialmente ao fim de sua carreira.

Leia também: O que esperar de “Star Wars – Os Últimos Jedi”?

Vem mais por aí

O sucesso de “Star Wars” promete pendurar por mais alguns anos no universo da sétima arte. A Disney já anunciou que tem intenções de continuar a produzir longas da saga pelo menos pelos próximos 15 anos trazendo também spin-offs como um filme sobre Han Solo que já está em produção. Além disso, o investimento da empresa na trama parece estar pesado: um parque dedicado à trilogia será inaugurado em 2019 na Disney World da Flórida e, além disso, o mundo do Mickey Mouse ainda disponibilizou um aplicativo que reúne uma série de informações sobre esse universo tão tão distante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.