Tamanho do texto

Por mais que não seja bem aceito, esses personagens não hesitam em viver uma vida regada de amores - e de muitos amores mesmo! Confira a lista

Alguns filmes, séries ou novelas às vezes podem espantar o público com relacionamentos que, na verdade, não são compostos por duas pessoas, mas sim mais! Esses personagens não ligam para os padrões de relacionamentos da sociedade e, se amam mais de uma pessoa, não hesitam em viver altas aventuras com as duas – ao mesmo tempo! Sob o clima de poliamor, o iG Gente resolveu relembrar nomes do audiovisual que resolveram romper com todos os paradigmas e viver a vida do jeito que preferiam.

O poliamor é um tema que foi bem retratado na série da Netflix
Reprodução
O poliamor é um tema que foi bem retratado na série da Netflix "Eu, Tu, Ela", que chega em sua segunda temporada

Leia também: Cinco vezes em que Susana Vieira não teve papas na língua para falar de sexo

Da mulher que não consegue ter apenas um marido até mesmo às séries contemporâneas que abordam a temática do poliamor explicitamente, confira sete personagens que chutaram o pau da barraca e resolveram curtir suas vidas amorosas intensamente. 

Leia também: Vergonha alheia! As piores cenas de sexo da televisão

“Dona Flor e Seus Dois Maridos”

Dona Flor e seus dois maridos é estrelado por Juliana Paes, Leandro Hassum e Marcelo Faria
Reprodução
Dona Flor e seus dois maridos é estrelado por Juliana Paes, Leandro Hassum e Marcelo Faria

Uma das mais famosas obras de Jorge Amado, “Dona Flor e Seus Dois Maridos” ganhou duas adaptações para a sétima arte trazendo para as telinhas o dilema de Dona Florípedes, uma jovem viúva que perde o seu marido durante uma farra de carnaval, mas que acaba reencontrando o amor no casamento com um farmacêutico da cidade. Apesar de conseguir viver uma boa vida ao lado do novo marido, a professora de culinária não está plenamente feliz já que ele não é muito bom de cama. Relembrando os momentos com o falecido, Dona Flor acaba invocando-o de volta ao mundo dos vivos, criando uma confusão e um dilema sobre com quem ela deveria ficar: o marido vivo ou o morto.  

“Amor imenso”

Ainda que seja polêmico na sua cidade, esta família persiste e insiste no modelo de poliamor
Reprodução
Ainda que seja polêmico na sua cidade, esta família persiste e insiste no modelo de poliamor

A série da HBO traz a tona a história de Bill Henrickson (Bill Paxton), um homem que vive no subúrbio de Salt Lake City, nos Estados Unidos e na falta de uma, ele tem três esposas! Pai de sete filhos, as suas famílias vivem na mesma vizinhança, com uma casa atrás da outra e o empresário, dono de uma loja de artigos para casa, acaba acumulando uma série de responsabilidades, além de tentar manter um equilíbrio entre os conflitos emocionais na sua família, além dos externos – já que precisa manter em sigilo o seu estilo de vida uma vez que a poligamia foi proibida pela Igreja Mórmon.

Leia também: Arrecadação de filmes nos Estados Unidos é a mais fraca em 11 anos

“She’s Gotta Have It”

No longa, que também ganhou uma série, Nola não está nem aí para ter que escolher apenas um amor
Reprodução
No longa, que também ganhou uma série, Nola não está nem aí para ter que escolher apenas um amor

O clássico de Spike Lee já anunciava em 1986 que os personagens da televisão poderiam ser bastante transgressores. Nola Darling (Tracy Camilla Johns) é uma jovem do Brooklyn que quer aproveitar a sua liberdade e não se importa em ter mais de um relacionamento. Atraindo os olhares de três homens totalmente diferentes, a jovem consegue enxergar o melhor de cada um e não quer estabelecer nenhum vínculo de exclusividade com eles. Assim, Nola acaba se metendo em um “quadrado” amoroso pra lá de conflituoso. Nola ganhou tanta notoriedade no mundo do cinema que a Netflix acaba de lançar uma série com a personagem.

“Eu, tu e ela”

A série da Netflix já ganhou mais uma nova temporada
Reprodução
A série da Netflix já ganhou mais uma nova temporada

Outra série da Netflix aparece no catálogo para quebrar paradigmas sobre a monogamia. “Eu, tu e ela” conta a história de um casal que, para apimentar a relação, acaba contratando uma acompanhante. Mas o que eles não esperavam é que, no fim das contas, um deles acabaria se apaixonando por ela. A série que já tem duas temporadas retrata esse relacionamento moderno e as dificuldades de se estabelecer como um “trisal” em uma sociedade que ainda não entende muito bem a poligamia.

Leia também: Modelos e muito sexo: os clipes mais sensuais da história da música

“As Chaves do Paraíso”

No longa, o capitão Henry tem uma mulher em cada lugar que passa
Reprodução
No longa, o capitão Henry tem uma mulher em cada lugar que passa

O filme é de 1953, mas a sua trama parece conversar com o século XXI como ninguém! O longa conta a história de um capitão de navio (Alec Guinness) que tem uma esposa em cada porto que tem que passar durante as suas andanças pelo mundo. Cada uma tem uma qualidade diferente da qual Henry desfruta durante as suas viagens. Entretanto, o tempo passa e pode ser, que no fim das contas, o capitão acabe ficando sem nenhuma das suas esposas.

 “Império”

Naná propõe se casar com Xana e Antônio na novela
Divulgação/TV Globo
Naná propõe se casar com Xana e Antônio na novela

Para a novela “Império”, três nunca foi demais. Xana (Ailton Graça), Naná (Viviane Araújo) e Antõnio (Lucci Ferreira) acabaram a trama sob o mesmo teto depois de uma série de controversas na novela. Morar com os outros dois homens de sua vida foi uma saída para que ela pudesse um grande amor ao mesmo tempo que não abrisse mão de uma bela amizade e conseguir criar o menino Luciano (Yago Machado). Afinal, Naná tem mesmo é um coração grande que cabe todo mundo!

“Eu, Tu, Eles”

No longa, Darlene acaba engravidando de diversos homens que vão parar na sua casa
Reprodução
No longa, Darlene acaba engravidando de diversos homens que vão parar na sua casa

Nesta comédia brasileira, Regina Casé interpreta Darlene, uma mulher que não tá nem aí para pular fora da cerca. Casada com Osias (Lima Duarte), a personagem acaba engravidando de diversos outros homens que cruzam o seu caminho, criando uma grande confusão naquela casa que fica próximo aos canaviais nordestinos. A cada homem que Osias acolhe naquela casa, há a chegada de um novo filho de Darlene, que nem sempre se parece com o proprietário. Osias a principio consegue levar a situação tranquilamente, mas quando mais um pequeno surge no lar, ele é obrigado a lidar com esse poliamor imposto pela companheira e tomar uma decisão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas