Tamanho do texto

Autor nascido no Japão publicou um total de oito livros, entre eles, "Os Vestígios do Dia" e "Não Me Abandone Jamais", ambos adaptados ao cinema

O autor Kazuo Ishiguro, de 62 anos, foi anunciado na manhã desta quinta-feira (5) como o ganhador do Prêmio Nobel de Literatura 2017 . A escolha foi divulgada em um evento, em Estocolmo, na Suécia.

Leia também: Quem são os favoritos ao Nobel de Literatura 2017?

O japonês Kazuo Ishiguro ganhou o Prêmio Nobel de Literatura 2017 na manhã desta quinta-feira (5)
Reprodução/Facebook
O japonês Kazuo Ishiguro ganhou o Prêmio Nobel de Literatura 2017 na manhã desta quinta-feira (5)


Nascido em Nagasaki, no Japão, em 1954, Kazuo Ishiguro se mudou para a Inglaterra ainda criança, com cinco anos. Ele publicou um total de oito livros, entre eles "Os Vestígios do Dia" e "Não Me Abandone Jamais" , sendo que os dois foram adaptados para o cinema.

Leia também: Oralidade aproxima literatura e música, mas quais são os limites entre as artes?

O livro mais recente é "O Gigante Enterrado" , de 2015. No Brasil, sua obra é editada pela Companhia das Letras, que já lançou também  "Noturnos" e "Quando Éramos Órfãos" .


"Não Me Abondone Jamais"

O filme adaptado na obra de Ishiguro conta a história de Ruth (Keira Knightley), Tommy (Andrew Garfield) e Kathy (Carey Mulligan). Eles cresceram juntos em um internato cheio de disciplinas rígidas nas questões da alimentação e na manutenção do corpo saudável. Criados, praticamente, sem contato com o mundo exterior na misteriosa escola, os três sempre foram muito unidos, mas uma revelação surpreendente sobre doação de órgãos e o objetivo de suas vidas pode mudar o rumo da história. Ainda mais pelo clima de romance entre Ruth e Tommy incomodar cada vez mais Kathy.

O escritor também escreveu o roteiro do filme "A condessa branca", de 2005, estrelado por Ralph Fiennes e Natasha Richardson. Os livros de Ishiguro foram traduzidos em 28 línguas. Em 1995, ele recebeu a Ordem do Império Britânico por seus serviços prestados à literatura. 

Obras

(1982) Uma pálida visão dos montes
(1986) Um artista do mundo flutuante
(1989) Os vestígios do dia 
(1995) O Inconsolável
(2000) Quando Éramos Órfãos
(2005) Não me abandone jamais (Brasil) 
(2015) O Gigante Enterrado

Leia também: Literatura asiática: conheça 10 livros para descobrir a cultura do oriente

O comitê do Nobel destacou que Kazuo Ishiguro retrata em seus livros temas como "memória, passagem do tempo e desilusão pessoal". O comunicado também lembrou que o filme "Vestígios do dia", de 1993, foi estrelado pelo ator Anthony Hopkins.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.