Tamanho do texto

Há os que preferem outros tipos de filme, mas para os jovens que não dispensam um misto de romance com comédia não falta opção!

Na adolescência, umas das primeiras experiências que introduzem o processo de maturidade é encarar o primeiro contato com o amor e as frustrações que ele pode trazer. No cinema, ainda que exista a dose de ficção , várias comédias hollywoodianas dos anos 2000 retrataram com graça e (muita) fofura muitos dos apuros e das delícias que rolam nessa fase tão intensa na vida das pessoas.

Romântico de carteirinha? Sonhadora com um grande amor? Jovem ou não, confira essa lista com as dez comédias românticas adolescentes mais fofas dos anos 2000!

“10 Coisas que Eu Odeio em Você” (1999)

Julia Stiles viveu Kat em
Divulgação
Julia Stiles viveu Kat em "10 Coisas Que Eu Odeio Em Você" ao lado de Heath Ledger, que interpretou seu par com o personagem Patrick Verona, em 1999


Esse pode não ter sido lançado exatamente nos anos 2000 , mas é um clássico que abriu portas para uma década repleta de filmes adolescentes de amor mega fofos. Nessa comédia romântica de Gil Junger, Katharina (Julia Stiles) é durona, geniosa e inteligente, e estuda no mesmo colégio de Patrick Verona (Heath Ledger), extremamente e insistentemente empenhado em seduzi-la, já que Cameron (Joseph Gordon-Levitt) conseguirá tirar vantagens da situação e o pagou para isso. Porém, em “10 coisas que eu odeio em você”, tanto Kath quanto Patrick não imaginam o que um jogo de interesses pode levá-los a sentir.

“Ela é Demais” (1999)

Zach (Freddie Prinze Jr.) é o galã mais cobiçado entre as estudantes e Laney Boggs (Rachel Leigh Cook) é deslocada, mas surpreende o garoto mais popular da escola depois de se transformar completamente
Divulgação
Zach (Freddie Prinze Jr.) é o galã mais cobiçado entre as estudantes e Laney Boggs (Rachel Leigh Cook) é deslocada, mas surpreende o garoto mais popular da escola depois de se transformar completamente

Assim como o título anterior, “Ela é demais” também não entra literalmente nos anos 2000 , mas não poderia ficar de fora desta lista. Numa escola secudária de Los Angeles, Zach (Freddie Prinze Jr.) é o galã mais cobiçado entre as estudantes e Laney Boggs (Rachel Leigh Cook) é uma das meninas deslocadas, que está longe de ser popular. Perto do baile e recém-solteiro, Zach quer provar seu poder de sedução para um amigo e faz uma aposta: até mesmo Laney Boggs poderia ser eleita rainha pelo colégio se namorasse com ele. Porém, Zach nunca esperou que a aparência de Laney ficaria tão interessante quanto seu interior.

“A Nova Cinderela” (2003)

Hillary Duff em 2003 seguiu a linha adolescente com a qual começou a trabalhar desde sua época na Disney e viveu Sam ao lado de Chad Michael Murray, que interpretou Austin Ames
Divulgação
Hillary Duff em 2003 seguiu a linha adolescente com a qual começou a trabalhar desde sua época na Disney e viveu Sam ao lado de Chad Michael Murray, que interpretou Austin Ames

Esse com certeza está entre os preferidinhos de todo mundo que pegou a era 2000 das comédias românticas adolescentes . Vivendo na pele o conto de fadas da gata-borralheira, Sam (Hillary Duff), mesmo depois da morte do pai continuou morando com a madrasta Fiona (Jennifer Coolidge) e suas duas filhas, que a tratam do pior jeito que se pode imaginar. Fora do circulo popular do colégio, Sam se interessa por um rapaz que conhece na internet, sob vários indícios de que ele tem tudo para ser seu príncipe encantado. No entanto, para a surpresa da jovem, seu amado anônimo é ninguém mais ninguém menos que o cara mais cobiçado da escola, Austin Ames (Chad Michael Murray). Porém, o que parece ter estragado tudo para Sam, acaba a surpreendendo do desenrolar da trama.

“Amor de Aluguel” (2003)

Nick Cannon e Christina Millian no longa romântico, cômico e adolescente de Troy Beyer, compuseram um elenco predominantemente negro e deram vida à um típico
Divulgação
Nick Cannon e Christina Millian no longa romântico, cômico e adolescente de Troy Beyer, compuseram um elenco predominantemente negro e deram vida à um típico "drama" adolescente dos colégios americanos: a popularidade

Alvin (Nick Cannon) é aspirante a mecânico, limpador de piscinas e nerd, o que no colegial americano significa: perdedor. Mas, quando uma das meninas mais bonitas da escola, Paris (Christina Millian), bate o carro e acaba precisando de uma ajudinha, Alvin aproveita o ensejo para forjar um namoro com a beldade em troca do conserto do carro e se torna popular entre os estudantes de seu colégio. Porém, nessa mistura toda de interesses, além do surgimento de um novo Alvin, aparecem também novos sentimentos e sensações que definitivamente não estavam sendo esperados.

“De Repente 30” (2004)

Christa B. Allen ao viver Jenna Rink encarnou a adolescência e brilhou no longa de 2004 ao lado de Mark Ruffalo
Divulgação
Christa B. Allen ao viver Jenna Rink encarnou a adolescência e brilhou no longa de 2004 ao lado de Mark Ruffalo

Aos 13 anos, três coisas fazem de Jenna Rink (Christa B. Allen/Jennifer Garner) uma adolescente nada contente com a própria vida: seus pais pegando no pé, a indiferença do garoto por quem é apaixonada e sua falta de popularidade na escola. Nesse universo, uma de suas únicas relações sólidas é a que existe com seu melhor amigo Matt Flamhaff (Sean Marquette/Mark Ruffalo). Na intenção de acabar com todos esses problemas, Jenna, depois de ser esquecida dentro do armário por conta de uma brincadeira feita em sua festa de aniversário, deseja com todas as forças se tornar a adulta que sempre sonhou e isso traz para sua vida uma porção de surpresas, mudanças e sentimentos inesperados.

“Sorte no Amor” (2005)

No longa
Divulgação
No longa "Sorte no Amor", além de contar com estrelas como Lindsay Lohan e Chris Pine, também teve entre o elenco a banda McFly, que ficou ainda mais famosa depois do filme

Além de ser uma socialite muito bem quista e bem de vida, Ashley Albright (Lindsay Lohan) é também a pessoa mais sortuda da iluminada Nova York. Porém, essa sorte acaba escapando de suas mãos (ou boca?) depois que, em um baile de máscaras, ela conhece Jake Hardin (Chris Pine), seu oposto: o ser humano mais azarado da cidade. Depois de se beijarem, a vida dos dois se transforma misteriosamente, o que faz com que a sorte dos dois seja trocada e muitas coisas comecem a acontecer, coisas essas, inclusive, que contam com uma dose e tanto de amor.

“Aquamarine” (2006)

Emma Roberts, Sara Paxton e a cantora JoJo viveram as três amigas adolescentes que se aventuraram no amor em
Divulgação
Emma Roberts, Sara Paxton e a cantora JoJo viveram as três amigas adolescentes que se aventuraram no amor em "Aquamarine"

Cerca de um ano após “Sorte no Amor”, mais uma entre outras comédias românticas veio encantar e marejar os olhos de quem não dispensa um amor adolescente . “Aquamarine”, de Elizabeth Allen, consegue mixar romance e fantasia com a história de Aquamarine (Sara Paxton), uma sereia que é encontrada em uma piscina, próxima a praia, depois de uma grande tempestade por Claire (Emma Roberts) e Hailey (JoJo). Depois de sã e salva, Aqua conta que fugiu do mar por querer encontrar um grande amor, já que seu pai lhe arranjou um casamento prometido. Pouco tempo depois, a sereia conhece o salva-vidas Raymond (Jake McDorman), e seu coração bate bem mais rápido do que ela pensava que poderia.

“Ela é o Cara” (2006)

Amanda Bynes e Chaning Tatum em
Divulgação
Amanda Bynes e Chaning Tatum em "Ela é o Cara", de 2006

Nessa comédia romântica de Andy Fickman, Amanda Bynes vive Viola, uma menina que é ótima jogadora de futebol que sofre com o machismo no esporte, que a impede de jogar com os garotos de sua escola. Furiosa e decidida, Viola aproveita a viagem de seu irmão Sebastian (James Kirk) e decide fazer um makeover: disfarçada, consegue se passar por ele como aluna e jogar no time masculino de sua universidade. Com apenas duas semanas para mostrar que é uma boa atleta, acaba se apaixonando por Duke (Channing Tatum), seu companheiro de quarto, que acredita que ela é um homem e nem imagina o quanto pode ser surpreendido por seu novo colega.

“Juno” (2007)

Em
Divulgação
Em "Juno", o delicado tema sobre gravidez na adolescência foi abordado com a devida dose de verossimilhança, mesmo sob o caráter de comédia romântica

Ainda que não seja uma daquelas comédias pra lá de românticas , “Juno”, de Jason Reitman, sem dúvida retrata com verossimilhança um drama adolescente . No filme, Juno MacGuff (Ellen Page), depois de engravidar acidentalmente de seu grande amigo na única vez em que transam, Paulie Bleeker (Michael Cera), pensa em fazer um aborto. No entanto, depois que a jovem de 16 anos chega à clínica, seu plano de ação muda completamente e, ao lado da amiga Leah (Olivia Thirlby), Juno entra na busca por um casal que possa ficar com o bebê assim que ele nascer, já que não se considera em condições de criá-lo. Assim, Vanessa (Jennifer Garner) e Mark (Jason Bateman), um casal com boas condições financeiras, se disponibilizam a bancar todas as despesas necessárias de Juno, que recusa o dinheiro para si, mas escolhe a dupla para ficar com seu filho.

“17 Outra Vez” (2009)

Zac Efron após brilhar em
Divulgação
Zac Efron após brilhar em "High School Musical" (2007), seguiu a trilha teen e protagonizou "17 Outra Vez" nos cinemas


Indo contra a maré  das comédias românticas  clichês que sempre colocam as mulheres em busca de um amor, ou numa saga que as coloca num confronto com esse sentimento, “17 Outra Vez” conta a história de Mike O'Connell (Matthew Perry/Zac Efron), que em sua época de escola era um astro do basquete. Mas, no meio desse mar de rosas, a gravidez de sua namorada Scarlett O'Donnell (Leslie Mann) faz o galã do colégio abandonar planos e partir para o casamento, que logo o faz se ver infeliz com as consequências trazidas pela vida adulta. Depos de decidir visitar a antiga escola, Mike revê fotos e objetos de sua adolescência, volta no tempo e com 17 anos outra vez, revive a fase jovem, se reaproxima dos filhos e ainda reacende a paixão com a eterna namorada.