Tamanho do texto

Muito antes de ganhar um blockbuster da Warner, heroína da DC teve quadrinhos e série de TV; relembre a cronologia dela na mídia

Em dezembro de 1941, o mundo conhecia sua mais notável super-heroína: Diana de Themyscira, a Mulher-Maravilha . Criada por William Moulton Marston e Harry G. Peter, a heroína apareceu pela primeira vez na edição de número 8 da revista "All Star Comics". Nesta quinta-feira (1), ela ganhou um novo filme, "Mulher-Maravilha", com orçamento de US$ 149 milhões (R$ 482 milhões).

Leia também: O que deu certo e o que deu errado em "Mulher-Maravilha"

Filme da Mulher-Maravilha estreia nesta quinta-feira (1); relembre a cronologia da heroína
Divulgação
Filme da Mulher-Maravilha estreia nesta quinta-feira (1); relembre a cronologia da heroína

Mas o caminho entre a primeira HQ e o blockbuster estrelado por Gal Gadot foi bem longo. Relembre abaixo a cronologia da Mulher-Maravilha :

Leia Também: Entretenimento de primeira, “Mulher- Maravilha” é o filme que o mundo esperava

A era de ouro

A personagem surgiu em uma época conhecida como a era de ouro dos quadrinhos. Nos anos 1940, as HQs estavam ganhando força e personagens como Superman e Capitão Marvel ficavam cada vez mais famosos. Armada com um laço mágico e braceletes a prova de balas, Diana rapidamente caiu no gosto do público.

Primeira edição da HQ
Reprodução
Primeira edição da HQ "Mulher-Maravilha"

Em 1942, ela já tinha sua própria HQ e chegou aos anos 1950 como uma das únicas personagens com uma publicação própria, ao lado de Batman e Superman. Com a morte de seus criadores, as histórias da Wonder Woman perderam qualidade e acabaram ficando menos populares, o que levou a publicação a ser cancelada. Anos depois, o quadrinho próprio da personagem seria retomado. Em agosto de 2016, uma nova série foi iniciada e ela já conta com 17 edições.

Sucesso na TV

As tentativas de levar a personagem para a TV começaram nos anos 1960. O sucesso da série de Batman inspirou a produção de "Wonder Woman: Who's Afraid of Diana Prince?", em 1967, mas o piloto não deu certo e o programa não foi pra frente.

Mas, em 1975, a série finalmente saiu do papel e fez um sucesso absurdo. O primeiro episódio de "Mulher-Maravilha" foi ao ar nos Estados Unidos em 7 de novembro de 1975 e trazia Lynda Carter no papel principal. Ao todo, o programa teve três temporadas e 59 episódios, mas podia ter terminado logo no primeiro ano, quando foi cancelado pela ABC. O canal CBS salvou a série e produziu mais duas temporadas.

Leia também: Essas mulheres pavimentaram o caminho para a Mulher-Maravilha no cinema

Lynda Carter como a Mulher-Maravilha na série de TV dos anos 1970
Divulgação
Lynda Carter como a Mulher-Maravilha na série de TV dos anos 1970

Em 2011, a rede NBC tentou fazer uma nova série inspirada na heroína. A americana Adrianne Palicki iria protagonizar a série, mas depois da produção do piloto, a emissora decidiu não ir em frente com o projeto.

A personagem ainda foi protagonista de séries animadas, como o desenho "Superamigos", produzido pela Hanna-Barbera entre 1973 e 1986. Ela também aparece em filmes animados da Liga da Justiça e outras produções próprias.

Faltava um filme

Apesar de ser uma super-heroína bem sucedida, Diana ainda não tinha um filme a altura. Em 1974, a ABC fez um telefilme sobre a personagem, com Cathy Lee Crosby como protagonista. O problema é que a atriz não tinha nada a ver com Lynda Carter, que fazia Diana na série de TV, então o filme não deu muito certo.

Leia também: Sete coisas que você precisa saber sobre Gal Gadot, a nova Mulher-Maravilha

Gal Gadot é a Mulher-Maravilha no universo cinematográfico da DC Comics
Divulgação
Gal Gadot é a Mulher-Maravilha no universo cinematográfico da DC Comics

Agora, mais de 40 anos depois, a Mulher-Maravilha finalmente ganha um filme digno de sua história. Com Gal Gadot como protagonista e Patty Jenkins na direção, o longa já bateu recordes de popularidade na crítica americana e tem tudo para elevar a heroína a um novo patamar. Além disso, ela também é estrela do universo cinematográfico da DC, criado pela Warner. A personagem já apareceu em "Batman vs Superman: A Origem da Justiça", do ano passado, e também estará em "Liga da Justiça", que será dividido em duas partes e está previsto para sair neste ano e em 2019.