Tamanho do texto

O destaque das mulheres em Cannes, os estranhamentos entre Almodóvar e Will Smith e as confissões de Gilberto Braga são destaques do "Bastidores"

A edição de 2017 do Festival de Cannes está celebrando as mulheres. Talvez não intencionalmente, mas é inegável a força feminina este ano. Seja como protagonistas ou na direção, histórias sobre mulheres e feitas por mulheres são centrais na Palais. A começar com Nicole Kidman que, nessa edição estrela quatro produções, três filmes e uma série, incluindo “The Beguiled”, que marca o retorno de Sofia Coppola ao festival, depois do esquecível “Bling Ring”. De novo ela aposta no protagonismo feminino, dessa vez em um suspense que conta ainda com Elle Fanning e Kirsten Dunst .

Leia também: Confira os principais destaques do Festival de Cannes 2017

Cena de
Reprodução
Cena de "The Beguiled" protagonizado, escrito e dirigido por mulheres

Quem também está em mais de uma produção em Cannes é Isabelle Huppert , estrela de “Happy End”, de Michael Haneke, sempre favorito no Festival. Tilda Swinton é a possível vilã de “Okja” aguardado filme do diretor Bong Joon Ho, estrelado pela sul-coreana Seo-Hyun Ahn. Além disso, outros cinco filmes trazem as mulheres à frente das histórias, incluindo “Sem Fôlego”, de Todd Haynes, com Julianne Moore e Michelle Williams. Para completar o time, considerando apenas a competição principal, a diretora Lynne Ramsay chega com prestígio depois do excelente “Precisamos Falar Sobre Kevin”. Por fim, a diretora japonesa Naomi Kawase exibe “Radiance”. Nas mostras paralelas, o destaque fica por conta da mostra “Um certo olhar”, que conta com cinco cineastas mulheres, entre 18 filmes.

Leia também: Novo "Rei Arthur" reconta história clássica à la Guy Ritchie

Climão

A abertura do Festival também levantou um debate que gerou um leve “climão” entre os jurados. O presidente do júri de 2017, Pedro Almodóvar , leu uma declaração onde comentou, entre outras coisas, da crescente “tensão” na indústria cinematográfica, por conta de players como Netflix, que não exibem seus filmes do cinema. O diretor espanhol ainda deixou claro que preferia que o vencedor fosse um filme que será exibido nas telonas.

Will Smith , que faz parte do júri, decidiu complementar a declaração, defendendo os serviços de streaming, usando como exemplo seus filhos que, de acordo com ele, têm a oportunidade de ver, na plataforma, filmes que não teriam oportunidade de ver de outra maneira.

Começo fraco

Cannes começou com a exibição de “Ismael’s Ghosts”, estrelado por Marion Cotillard e Charlotte Gainsbourg. Em meio a controvérsias de que o filme tem duas versões: uma exibida no Festival, e outra 20 minutos mais longas que estará nos cinemas, a película não agradou. Fora de competição, “Ismael’s Ghosts” teve uma recepção morta, com alguns críticos chamando de um “melodrama raso”.

Modéstia

Gilberto Braga comenta seus maiores sucessos na TV em entrevista
Divulgação
Gilberto Braga comenta seus maiores sucessos na TV em entrevista

Gilberto Braga resgata a carreira e relembra seus principais trabalhos como autor no programa “Donos da História”. Sem modéstia, o autor escolhe “Insensato Coração” como seu melhor folhetim, diz que as histórias têm interesse o tempo todo e não se envergonha de nada. Ele ainda comenta que teve que batalhar para conseguir aprovação para produzir “Dancin’ Days”, que foi inicialmente reprovada pelo então diretor geral da emissora, Boni.

Braga confessou ainda que sempre foi oportunista e fez análise para evitar o defeito. “Oportunismo é um defeito, mas como sou, fiz muita análise para ter vergonha dos meus defeitos. Fui (oportunista) várias vezes na minha carreira e acabou dando certo”, admitiu.

Encontro

O Restaurante Abbraccio, em São Paulo, será palco para o encontro de mais de 15 Misses que aproveitarão a ocasião para falarem de suas carreiras pós reinado. Nessa quinta-feira (18), vários nomes que carregaram a faixa se reunirão. Entre as misses já confirmadas estão Marta Jussara, que usou a faixa de Miss Rio Grande do Norte em 1979 e, no mesmo ano, de Miss Brasil; Adriana Amaral, que reinou em São Paulo no ano de 94 e seguiu carreira no jornalismo; Renata Fan, que assumiu a faixa de Miss Brasil em 1999 e Natalia Guimarães, vice no Miss Universo de 2007. 

Boa causa

Vice-campeã do BBB Vivian é uma das participantes de campanha banaficente
Divulgação
Vice-campeã do BBB Vivian é uma das participantes de campanha banaficente

A maioria dos integrantes do BBB 2017 se uniu por uma boa causa: o vento beneficente “Anjos de 4 patas”, que ajudará instituições que apoiam crianças portadoras do vírus HIV, violência doméstica, câncer e animais abandonados. O ex-BBB Vivian, Mayara, Roberta, Antônio, Manoel, Pedro, Daniel, Elis, Ilmar, Rômulo, Ieda e Luiz Felipe doaram as roupas usadas na final do programa para um sorteio, que ainda levará um sortudo para um passeio com tudo pago.

Emily e Mayla não participaram da ação por já terem doado sues looks da final, mas apoiaram divulgando o evento nas redes. Apenas Marcos Harter e Gabriela Flor ficaram de fora da causa. 

Leia também: Pretensioso, "O Rastro" emula padrão hollywoodiano em terror à brasileira

Musicais em alta

Cena do musical que estreia em junho
Bianca Oliveira
Cena do musical que estreia em junho

Uma onda de musicais que são sucesso na Broadway está ganhando versões brasileiras, como “O Rei Leão”, “Wicked” e “Rent”. Mas isso não significa que as produções brasileiras não tem vez. EM junho estreia no Rio de Janeiro “O Mambembe – Um Musical Brasileiro”.
Com texto de Artur Azevedo e José Piza, e adptação de Alexandre Amorim, que assina as músicas ao lado de Guilherme Menezes, Gabriel Gravina e Guilherme Ashton, a peça conta a história de Laudelina (vivida por Roberta Monção e Giulianna Farias, alternantes), que sonha em ser atriz e acaba viajando com uma trupe mambembe, liderada por Frazão, protagonista interpretado por Leo Bahia. A montagem conta ainda com a participação do ator Bruno Boer, que atualmente estrela Jaiminho, na novela “Rocky Story”. 

Que dupla!

Tatá Werneck e Cauã Reymond iniciaram a gravação da comédia
Daniel Chiacos
Tatá Werneck e Cauã Reymond iniciaram a gravação da comédia "A Dupla"

Tatá Werneck e Cauã Reymond formam uma dupla de policias que não têm nada em comum, mas precisam unir forças para desvendar uma série de assassinatos no longa “A Dupla”, que começou a ser gravado essa semana e teve suas primeiras fotos divulgadas. O filme é produzido pela Biônica Filmes e Paris Entretenimento e dirigido por Marcus Baldini.

Rebelde em turnê

Madonna anunciou o lançamento de um filme da turnê “Rebel Heart”, que cruzou o mundo entre 2015 e 2016. Gravado ao vivo, em diversos países, o DVD traz apresentações da cantora e imagens dos bastidores, bem como cenas inéditas, culminando com a performance de Madonna, em março de 2016, no “Qudos Bank Arena” (antes conhecido como Allphones Arena), em Sidney, na Austrália. 

Homenagem

O cineasta polonês Jerzy Skolimowski vai ganhar uma homenagem no CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil). A Mostra “O cinema de Jerzy Skolimowski” acontece de 24 de maio a 12 de junho e exibirá 19 filmes do cineasta, entre curtas e longas-metragens, em grande parte inéditos no Brasil. Entre os títulos estão “A Partida” (1967), vencedor do Urso de Ouro em Berlim,  “O Grito” (1978), laureado com o prêmio especial do júri em Cannes e “Classe Operária” (1982), eleito o melhor roteiro em Cannes e considerado um dos melhores filmes sobre exílio.

Leia também: Dos quadrinhos ao protagonismo LGBT: A vida e obra de Laerte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.