Tamanho do texto

Radicados em Nova York, os músicos fizeram sucesso depois do lançamento do seu EP de estreia "Soft Animals" e se preparam para conquistar o mundo

De Nova York para o mundo, a alemã Sophie Hawley-Weld e o ex-jogador de basquete Tucker Halpern uniram seus gostos pessoais para formar o duo de house alternativo SOFI TUKKER. Em atividade desde 2014, a dupla chamou atenção depois do lançamento da música Drinkee , que inclusive foi indicado ao Grammy Awards de 2017 por Melhor Gravação de Dance. Com a primeira música do EP de estreia “Soft Animals” sendo reconhecido por grandes premiações musicais, SOFI TUKKER se lançam para o universo da música com olhares promissores.

O duo SOFI TUKKER foi nomeado ao Grammy Awards com um single do seu EP de estreia
Reprodução
O duo SOFI TUKKER foi nomeado ao Grammy Awards com um single do seu EP de estreia


Leia também: Halsey lança música de novo álbum: ouça “Now or Never”

“É tudo muito incrível, mas eu sinto que nós ainda temos um grande caminho pela frente. Nós estamos meio que no meio disso, é impressionante. Nós estamos apenas na estrada, trabalhando”, afirma Sophie em entrevista exclusiva ao iG. “Apenas aconteceu e nós estamos trabalhando”, completa o colega do SOFI TUKKER .

A música house que os dois produzem, apesar de vir diretamente de uma mistura entre os Estados Unidos e a Alemanha, tem muito mais em comum com o Brasil do que se é possível imaginar. Fãs dos ritmos latinos, SOFI TUKKER incorporam nas suas composições um pouco dos estilos presentes no outro lado da América além de arriscar canções em português, como é o caso do seu mais recente lançamento Johnny , da canção Matadora  e do hit Drinkee , que foi baseado no poema “Relógio”, do carioca Chacal.

Leia também: "Os DJs são os novos rockstars", diz britânico Jonas Blue

“Eu conheci Chacal na faculdade”, conta Sophie, “Pareceu, eu não sei, como o ingrediente certo para uma música. E então nós estivemos conversando com Chacal e ele nos enviou mais poesias. Nós temos uma relação muito próxima com ele”, revela a artista. Sophie já passou uma temporada no país, contou que chegou a tentar falar português em sua estadia e segue treinando o idioma com o seu trabalho musical.

Familiarizados com a cultura brasileira, eles não hesitam em revelar quem seria a artista com quem mais gostariam de ter a oportunidade de fazer um som: Karol Conká. “Nós sempre dizemos Karol Conká, seria uma colaboração incrível de se fazer!”, comenta entusiasmada Sophie. A artista também é fã de MPB e tem até um cantor favorito no estilo musical: “Eu amo Gilberto Gil”.

Leia também: Warpaint espera que governo Trump faça as músicas voltarem a ter alma

O eletrônico alternativo

A música eletrônica parece estar invadindo os festivais de música alternativa. O Lollapalooza Brasil trouxe Martin Garrix, Flume e The Chainsmokers como headliners do festival e o clássico Coachella, nos Estados Unidos já tem SOFI TUKKER confirmado no line up da programação do dia 16 de abril, na Califórnia. “Nós fazemos o que amamos. A música que nós queremos fazer e que queremos dançar, mas acontece que algumas pessoas alinham isso como música alternativa, eletrônica. Às vezes temos um pouco mais de rock também e nós vamos indo conforme nós sentimos e nós amamos. Então assim funciona para nós”, comentou Tucker Halpern sobre o cenário.

Mas não é só nos Estados Unidos que SOFI TUKKER tem shows agendados. O duo desembarca em São Paulo no próximo sábado (8) para o seu primeiro show em terras brasileiras na Audio Club, em São Paulo às 22h. “Nós só queremos ir lá e se divertir. E vai ser divertido então nós vamos celebrar isso”, revela Tucker a respeito das expectativas da dupla para o show.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas