Tamanho do texto

Em show na Nova Zelândia, cantora disse que pensa em parar de fazer shows em turnês: "os aplausos me fazem sentir um pouco vulnerável", disse

Uma das maiores cantoras de sua geração, Adele pode estar pronta para abandonar os palcos. Durante um show na Nova Zelândia nesse domingo (26), a britânica afirmou que pensa em parar de fazer apresentações em turnês.

Leia também: Como Adele se tornou a rainha do Grammy

Em show na Nova Zelândia, Adele disse que pode parar de fazer turnês; tour tem apenas mais quatro datas
Reprodução/Instagram
Em show na Nova Zelândia, Adele disse que pode parar de fazer turnês; tour tem apenas mais quatro datas

"Eu não sou boa nesse nisso de fazer turnês. Os aplausos me fazem sentir um pouco vulnerável", disse Adele à plateia de Auckland, capital da Nova Zelândia, segundo o The New Zealand Herald .

Depois, ela confirmou que realmente pensa em deixar de fazer turnês. "Não sei se vou fazer uma turnê novamente. A única razão pela qual eu saio em turnê é vocês. Não tenho certeza de que tour é meu negócio", confessou a artista.

Leia também: Adele revela ter conta secreta no Twitter para tuitar bêbada

Ainda no palco, ela disse que a turnê do álbum "25", lançado em 2015, era a maior conquista de sua carreira e chorou quando agradeceu aos fãs. "Mudou minha vida, agora entendo por que eu faço isso", afirmou.

Problema antigo

Não é de hoje que a cantora britânica vem reclamando de fazer shows. A turnê de "25", aliás, foi a primeira dela em cinco anos. Com 122 datas, a excursão dura cerca de um ano e meio e termina no dia 2 de julho, em Londres, onde ela fará outros três shows.

A tour foi tão diferente de todas as outras que marcou a primeira aparição de Adele em festival. Em 2016, ela foi uma das headliners do Glastonbury, no Reino Unido, no encerramento da perna europeia da turnê.

Leia também: Os 10 melhores momentos do Lollapalooza Brasil 2017

A vontade de deixar de fazer shows é mesmo séria: de acordo com o site  Consequence of Sound , ela recusou um convite do Coachella para substituir Beyoncé, que cancelou seu show no festival por causa da gravidez. O posto de headliner acabou ficando com Lady Gaga.

Depois dos últimos shows em Londres, Adele deve dar uma pausa na carreira. A cantora ainda não está trabalhando na sequência de "25", álbum que rendeu cinco Grammys neste ano.

    Leia tudo sobre: músicas