Tamanho do texto

Explorando as diferentas interpretações e representações do amor, a exposição "Love" ficará em cartaz em março e julho em Milão

Após um grande sucesso de público em Roma, a mostra "LOVE: A arte contemporânea encontra o amor" chega a Milão. As cerca de 40 obras ficarão expostas no Museo della Permanente entre os dias 17 de março e 23 de julho.

Leia também: O fenômeno das grandes exposições de arte em São Paulo

Obras da japonesa Yayoi Kusama fazem parte da exposição ''Love: A arte contemporânea encontra o amor
Divulgação
Obras da japonesa Yayoi Kusama fazem parte da exposição ''Love: A arte contemporânea encontra o amor" em Milão


A exposição

As muitas faces do amor são contada por alguns dos maiores artistas da cena internacional na exposição " Love ". Além de pinturas, há esculturas e instalações de grandes dimensões de artistas como Andy Warhol , Tom Wesselmann, Gilbert & George, Robert Indiana, Yayoi Kusama , Vanessa Beecroft, Francesco Clemente e Marc Quinn.

A mostra é organizada pela Dart - Chiostro del Bramante e pelo Arthemisia Group e tem a curadoria de Danilo Eccher, que selecionou os trabalhos que considerava mais significativos sobre o tema.

Leia também: Exposição "Arte Moderna" reúne mais de 100 obras na Pinacoteca de SP

"O amor é um tema com aspectos atrativos, mas apresenta muitas armadilhas. Enfrentá-lo é correr o risco de ficar na superfície e acabar caindo apenas em obras já conhecidas", explica Eccher sobre as peças selecionadas.

Para ele, é preciso "questionar esse sentimento sob aspectos diferentes" e Eccher convida os visitantes a "reconhecer nas obras expostas os detalhes de amores que são próprios".

"Love não é uma mostra que oferece respostas, soluções, guias de comportamento, mas propõe facetas e lições particulares de um mundo infinito", acrescentou.

O percurso de visita inicia "inevitavelmente" com a obra "Love", a instalação de Robert Indiana de 1964, que tornou-se um ícone do amor, da força e ao mesmo tempo da simplicidade na década de 1960.

"Um simples nome que aguça a presença cênica, declinando a recitação no esquema suave de cores, nas letras sinuosas, nas dimensões graciosas do espaço. A palavra que vira uma figura, com a mesma elegância da caligrafia, mas com a força imponente de um conceitualismo impronunciável", ressalta o curador.

 Leia também: Museus se preparam para nova era e se transformam em agentes do presente

A exposição " Love : A Arte Contemporânea Encontra o Amor " ficará aberta ao público no Museo della Permanente , em Milão, entre os dias 17 de março e 23 de junho e conta com grandes nomes como Yayoi Kusama e Andy Warhol.