Tamanho do texto

O Oscar 2017 foi marcado por momentos inesquecíveis. De discursos emocionantes à gafes históricas, relembre as cenas da premiação

A cerimônia do Oscar 2017 foi marcada por diversos momentos inesquecíveis. De uma gafe histórica até discursos fortíssimos, a cerimônia que aconteceu no último domingo (26) revelou o melhor – e talvez um lado não tão bonito – do cinema de Hollywood .

O Oscar 2017 ficou marcado por uma gafe histórica
reprodução/ABC
O Oscar 2017 ficou marcado por uma gafe histórica


Confira os cinco melhores e piores momentos do Oscar 2017 :

Leia também: Triunfo de "Moonlight" atende demanda de Oscar mais ativo social e politicamente

Melhores momentos

Estrelas Além do Tempo

O filme “Estrelas Além do Tempo” conta a história de três mulheres negras que compuseram uma equipe de sucesso na NASA durante a corrida espacial na Guerra Fria. Interpretada por Taraji P. Henson, uma das cientistas, Katherine Johnson subiu ao palco do Oscar antes do vencedor de Melhor Documentário ser anunciado, ao lado de outras estrelas do elenco, como Octavia Spencer e Janelle Monáe. Johnson atualmente tem 98 anos de idade e subiu ao palco em uma cadeira de rodas, sendo ovacionada pela plateia, se contentando em dizer apenas um “obrigada”.

Rei Leão encenado

O ator mirim de apenas 8 anos, Sunny Pawar , estrela de “Lion: Uma Jornada Para Casa”, conquistou a todos antes mesmo da cerimônia do Oscar. O interprete de Saroo, o menino que se perdeu da sua família na Índia aos cinco anos de idade, reencenou com Jimmy Kimmel a icônica cena de “Rei Leão” em um momento tão açucarado quanto a chuva de doces que veio em seguida.

Discurso de Viola Davis

Viola Davis com certeza conquistou o coração do público com o seu discurso que levou alguns artistas às lágrimas. A atriz levou a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante por sua atuação no filme “Um Limite Entre Nós”. Em seu discurso, Viola Davis ovacionou a história de pessoas comuns. “‘Quais histórias você quer contar, Viola?’ E eu digo: Desenterrem esses corpos. Desenterrem essas histórias. Histórias de pessoas que sonham alto e não têm esses sonhos realizados; pessoas que se apaixonaram, mas esse amor não deu certo.  “, afirmou a atriz em seu discurso. “Eu me tornei uma artista e graças a Deus consegui, pois somos a única profissão que celebra o que significa viver uma vida”, completou. O próprio apresentador do Oscar, Jimmy Kimmel afirmou: “Ela deveria ganhar um Emmy por este discurso”.


Leia também: Viola Davis se torna 1ª atriz negra a triunfar no Oscar, Emmy e Globo de Ouro

Turistas em Tour Pelo Oscar

Convidados pelo apresentador Jimmy Kimmel, alguns turistas chegaram à premiação que acontecia Ao Vivo no Oscar durante a noite do último domingo (26) acreditando que iriam em uma feira de vestidos. Entretanto, chegando ao Dolby Theatre, os turistas se depararam com o Oscar 2017. Apenas poucos minutos no teatro foi o suficiente para fazer deste um momento inesquecível.

Discurso além das fronteiras

O Oscar 2017 foi marcado por alguns discursos políticos, mas o que ganhou bastante notoriedade e foi ovacionado pela plateia foi o do iraniano Asghar Farhadi, diretor do filme “O Apartametno”. Farhadi não compareceu à cerimônia devido ao novo decreto do presidente Donald Trump que vetou a entrada de cidadãos de países majoritariamente muçulmanos, como o próprio Irã. Apesar de poder buscar um visto especial, o diretor recusou a proposta e enviou um discurso para a cerimônia, que foi lido pela engenheira estadunidense de origem iraniana, Anousheh Ansari. "Minha ausência é por respeito ao povo de meu país e das outras seis nações que foram ofendidas pela lei desumana que proíbe a entrada de imigrantes nos EUA", leu Ansari.


Piores momentos

Gafe histórica

O que marcou a cerimônia do Oscar 2017 foi a gafe histórica cometida durante o anúncio de Melhor Filme, a última categoria a ser premiada no evento. Os apresentadores Warren Beatty e Faye Dunaway anunciaram “La La Land: Cantando Estações” enquanto, na realidade, o vencedor seria “Moonlight: Sob a Luz do Luar”. A confusão causou um constrangimento geral.

In Memorian?

Outra gafe cometida pelo Oscar 2017 que causou um baita desconforto foi em relação às homenagens aos profissionais do cinema que já morreram. A produtora australiana Jan Chapman foi confundida com a figurinista Janet Patterson e teve a sua foto colocada ao lado do nome da falecida, que descansou em outubro de 2016. À revista Variety , Chapman afirmou estar devastada com o erro.

Falta de química

Dakota Johnson e Jamie Dornan, do mais recente filme “50 tons mais escuros” foram um dos apresentadores do Oscar 2017. Entretanto, a falta de química entre os atores que já foi criticada anteriormente se fez clara no palco da cerimônia, causando um clímax de estranheza para todo o público. “Você parece familiar”, falou Johnson. “Hm”, retrucou Dornan. E os dois seguiram com a programação levando o público aos risos.




Leia também: Emma Stone vence Oscar de melhor atriz e elogia rivais "extraordinárias"

Cassey Affleck sem inspiração

O ator Cassey Affleck venceu o seu primeiro Oscar de Melhor Ator nesta edição. Entretanto, sua indicação gerou um pouco de desconforto entre o público, que esperava a consagração de Denzel Washington. Além disso, o ator também foi alvo de acusações de abuso sexual há alguns anos, o que levou as pessoas a se incomodarem com a sua indicação. Talvez por conta de ambos fatores, o discurso pouco inspirado de Cassey Affleck pode ter sido um dos piores da noite. “Eu realmente gostaria de ter algo mais impactante e significativo para dizer, mas eu estou muito orgulhoso de fazer parte desta comunidade e eu me sinto incluído", afirmou ao receber o prêmio.

Bola fora

O apresentador Jimmy Kimmel também acabou gerando desconforto entre o público em alguns momentos no Oscar 2017, como ao brincar com os nomes que não fossem estadunidenses. O primeiro vencedor da noite, Mahershala Ali foi um dos alvos do apresentador logo depois do seu discurso. "Você não pode nomeá-lo, Amy", disse em referência à dificuldade de pronunciar o nome real do ator. Entretanto, as brincadeiras não pararam por aí e quando os turistas chegaram, o apresentador disparou "bom, este é um nome", em ao marido de outro de seus alvos, Patrick.