Tamanho do texto

Os romances podem não ser os favoritos do Oscar, mas eles já emplacaram diversas vezes entre os indicados a Melhor Filme na premiação. Relembre

A lista de indicados ao Oscar 2017 consagrou o musical “La La Land: Cantando Estações” na última terça-feira (26). O filme conta a história de uma jovem Mia (Emma Stone) e Sebastian (Ryan Gosling) que em uma movimentada Los Angeles buscam concretizar os seus sonhos: ela, de ser atriz e ele, de abrir um clube de jazz e resgatar as raízes do estilo. Coincidentemente, os dois cruzam as suas vidas, entre uma música e outra acabam se apaixonando e vão viver uma história musical regada a muito amor, sonhos, encontros e desencontros.

O musical retrata o romance entre dois jovens em Los Angeles com muitos sonhos
Divulgação
O musical retrata o romance entre dois jovens em Los Angeles com muitos sonhos


Leia mais:  "La La Land" confirma expectativas e tem 14 indicações ao Oscar 2017

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas consagrou filme com 14 indicações, incluindo de Melhor Filme. Entretanto, esta não é a primeira vez que uma obra do gênero é consagrada no Oscar com o principal prêmio da categoria. Relembre outros filmes de romance que também já foram indicados ao Oscar de melhor Filme:

“Casablanca” – Oscar de 1944

O filme foi o vencedor do Oscar em 1944
Reprodução
O filme foi o vencedor do Oscar em 1944

O romance não só foi indicado como Melhor Filme na 16ª edição da premiação como também levou a estatueta para casa. No ano, “Casablanca” foi indicado a oito prêmios, vencendo também o de Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adapatado. O filme relata o encontro entre um exilado americano (Humphrey Bogart) com uma grande paixão do seu passado (Ingrid Bergman) que em um cenário de guerra vão lutar para ficar juntos.

“Minha Bela Dama” – Oscar de 1965

Reprodução/IMDB
"Minha Bela Dama" foi indicado em 1965 a doze categorias, levando 8 estatuetas para casa


O filme, que também é um musical, conta a história de Eliza Doolittle (Audrey Hepburn), uma mendiga das ruas de Londres que acaba conhecendo um professor de fonética com quem acaba se relacionando e quem a transforma em uma dama da alta sociedade. O filme foi indicado a 12 categorias, levando oito estatuetas para casa, incluindo a de Melhor Filme.

“Love Story - Uma História de Amor” – Oscar de 1971

O filme retrata um conturbado relacionamento entre dois jovens de realidades diferentes
Reprodução/IMDB
O filme retrata um conturbado relacionamento entre dois jovens de realidades diferentes


O romance foi indicado a Melhor Filme na 43ª edição da premiação e retrata a história de um jovem muito rico que se apaixona por uma humilde estudante de música. Ambos se casam, mas o pai do rapaz não aceita o relacionamento devido às origens da nora, deserdando o filho. Anos depois, o jovem descobre que sua esposa está gravemente doente. O filme foi indicado a sete Oscars, levando apenas o de Melhor Trilha Sonora para casa.

Leia mais:  Dez curiosidades sobre o Oscar 2017

“Ghost - Do Outro Lado da Vida” – Oscar de 1991

Reprodução
"Ghost: Do Outro Lado da Vida" também foi um dos romances indicados a Melhor Filme na história

O filme foi indicado à cinco Oscars, entregando uma estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante para Whoopi Goldberg e levando o de Melhor Roteiro Original. O romance retrata a história de um casal que vivia muito apaixonado, até que um trágico acontecimento ocorre e Sam (Patrick Swayze) morre. Entretanto, o namorado não deixará sua amada (Demi Moore) correr o mesmo risco que ele, comunicando-se através de uma médium sobre o perigo que ela enfrenta.

“Shakespeare Apaixonado” – Oscar de 1999

Shakespeare Apaixonado levou sete estatuetas para casa, incluindo melhor filme
Reprodução/IMDB
Shakespeare Apaixonado levou sete estatuetas para casa, incluindo melhor filme

O filme também levou a estatueta de Melhor Filme na edição do Oscar. O romance foi indicado a 13 categorias no Oscar, levando sete estatuetas para casa. Seu enredo conta a história de um jovem astro do teatro que conhece uma jovem que sonha em atuar (algo que na época não era permitido). O amor entre os dois floresce, até que ambos são surpreendidos por um casamento que a família arranjou para a jovem.

“A Bela e a Fera” – Oscar de 1992

O filme
Reprodução/IMDB
O filme "A Bela e a Fera" foi o primeiro longa animado a ser indicado a melhor filme e levou dois prêmios

Clássico da Disney, “A Bela e a Fera” não levou o Oscar de Melhor Filme, mas foi a primeira animação a ser consagrada na categoria. O filme conta a história de uma jovem que, na tentativa de salvar o seu pai se relaciona com um príncipe enfeitiçado e transformado em fera. Ele foi indicado a quatro categorias, levando duas pra casa.

“Titanic” – Oscar de 1998

Titanic é um dos recordistas de indicações no Oscar
Reprodução/IMDB
Titanic é um dos recordistas de indicações no Oscar

Assim como “La La Land: Cantando Estações” o romance teve 14 indicações ao Oscar na sua edição, levando 11 prêmios para casa, incluindo o de Melhor Filme. O longa retrata a história de dois jovens que a bordo de um grande navio luxuoso, o Titanic, se apaixonam e começam um relacionamento não muito bem visto para a sociedade da época. Entretanto, o transatlântico se choca com um iceberg provocando o seu naufrágio.

Leia mais:  Meryl Streep amplia próprio recorde no Oscar em 2017; relembre outras indicações

“O Segredo de Brokeback Mountain” – Oscar de 2006

O filme revela o romance entre dois jovens durante um trabalho de verão
Reprodução/IMDB
O filme revela o romance entre dois jovens durante um trabalho de verão

Indicado a oito Oscars, inclusive o de Melhor Filme, o romance conquistou três. O filme retrata um relacionamento entre dois jovens, Jack Twist (Jake Gyllenhaal) e Ennie Del Mar (Heath Ledger), que se conheceram após serem contratados para cuidar de ovelhas e acabam tornando-se amigos e se apaixonando mais tarde, fazendo daquele verão um marco de suas vidas.

 “Meia Noite em Paris” – Oscar de 2012

Com o cenário de Paris, o filme mescla fantasia, romance e comédia
Reprodução/IMDB
Com o cenário de Paris, o filme mescla fantasia, romance e comédia

A romântica paisagem de Paris é plano de fundo para este romance que mescla fantasia e comédia. O enredo traz a história de um escritor que vai com a noiva à capital francesa, cidade que idolatra em uma simples viagem. Lá, ele consegue dar uma fugidinha todas as noites para lugares que estão perdidos no tempo, sendo transportado para a Paris de 1920. Nessas viagens, ele acaba conhecendo uma jovem por quem se apaixona. O filme foi indicado a quatro categorias, incluindo Melhor Filme e levou a estatueta de roteiro original para casa.