Tom Gauld é autor de obra eleita como melhor livro ilustrado de 2021
Reprodução
Tom Gauld é autor de obra eleita como melhor livro ilustrado de 2021

Tom Gauld ganhou espaço nos jornais The Guardian e The New York Times e na revista New Scientist falando justamente sobre “universo literário”. Suas tirinhas trazem um humor sarcástico, onde aborda os clichês da área com uma mistura de ficção cientifica aliada a alta e a baixa literatura, que o tornaram de certa forma único. 

Autor de duas publicações em estilo graphic novel, Goliath (de 2012) e Mooncop (2016), Tom lança agora seu primeiro livro de quadrinhos infantil: O robozinho de madeira e a princesa-lenha (VR Editora) que traz um enredo inspirado nas próprias histórias que o autor cria para as filhas na hora de dormir. 

Por não poderem ter filhos, o rei e a rainha pedem para que uma bruxa dê vida a um robozinho de madeira e uma princesa de lenha. A princesa volta a ser um simples pedaço de pau todas as noites quando adormece e é despertada no dia seguinte pelo irmão com palavras mágicas.

O clímax da história acontece no momento em que o robozinho esquece de acordar a irmã e ela é jogada fora. Para encontrar o pedaço de lenha e transformá-la novamente em princesa, ele vai cruzar mares rumo ao norte congelado e enfrentar todo tipo de aventura.

A obra foi considerada o melhor livro ilustrado do ano segundo o The New York Times, e melhor livro infantil do ano por Washington Post, Wall Street Journal e Revista People. A produção é indicada para crianças a partir de 4 anos.  

Como em um verdadeiro conto de fadas infantil, tudo termina bem em O robozinho de madeira e a princesa-lenha. Tom repassa gentilmente aos pequenos leitores noções de união, solidariedade e compaixão por meio da narrativa, além de inspirar sonhos tão encantados quanto o robozinho e a princesa-lenha.   

Para pautas e sugestões:  [email protected]


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários