Antologia traz poesias sobre a política brasileira
Reprodução
Antologia traz poesias sobre a política brasileira

A corrupção, as turbulências sociais e os desmandos políticos nos acompanham desde o período colonial e marcaram nossa história. Revolta e protesto na poesia brasileira (Ed. Nova Fronteira) aborda esse cenário político brasileiro com 142 poemas em uma antologia organizada pelo crítico e ensaísta André Seffrin.

Com autores de diferentes épocas, o livro relata através da poesia cinco séculos de abusos políticos e sociais, com a marcante escrita irônica que muitos trazem em seus textos e até mesmo a angústia e a desilusão. Nomes como Gregório de Matos. Tomás Antônio Gonzaga, Gonçalves Dias, Castro Alves e Machado de Assis, além de uma nova geração como Angélica Freitas e Mariana Ianelli. 

Ao longo da antologia, temas como opressão, preconceito e injustiça ganham espaço até mesmo entre poetas que não se envolveram com as questões sociais. Alguns poemas seguem uma veia melancólica como Nísia Floresta Brasileira Augusta, percursora no Brasil das lutas em defesa da mulher durante a República e o Abolicionismo. 

“Nesta antologia, a fragilidade da poesia confronta políticos corruptos, magistrados ineptos, agentes públicos relapsos, a burocracia e outras patacoadas provincianas que ainda e sempre nos assediam”, escreve André Seffrin em seu texto de apresentação. 

São questões de hoje, mas que também marcaram a nossa história, porque o descontentamento da população é uma realidade antiga e sempre atual, principalmente pela profunda desigualdade social que assola o país. 


Para pautas e sugestões:  [email protected]

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários