Maria Quitéria - A soldada que conquistou um império
Divulgação
Maria Quitéria - A soldada que conquistou um império

Maria Quitéria de Jesus foi uma das figuras mais emblemáticas durante a Independência do Brasil, tendo sido a primeira mulher a fazer parte do Exército Brasileiro. A Baiana fingiu ser homem, cortou os cabelos e utilizou o nome e as roupas militares do seucunhado “Medeiros”.

Toda a história dessa heroína foi estudada durante dois anos, em tempo integral, pela jornalista Rosa Symanski, que faz sua estreia na literatura com o livro, resultado dessa pesquisa, “Maria Quitéria – a soldada que conquistou o império” (Poligrafia editora).

Com um misto de realidade e ficção, a obra traz toda a força e determinação que Maria Quitéria teve e que foi considerada muito à frente do seu tempo. “Fiquei impressionada com a desenvoltura, irreverência e, claro, com a coragem que ela teve ao enfrentar tantos obstáculos em um tempo de forte opressão contra o sexo feminino”, conta a autora, ressaltando que naquela época era permitido apenas que homens servissem ao Exército.

Além da história sobre a vida da heroína, Rosa encontrou um vasto material sobre o local onde Maria Quitéria nasceu (Rocôncavo Baiano) o que favoreceu e muito para que o livro pudesse ser um romance histórico. “Comecei a cavoucar mais e encontrei um material muito rico em história, pródigo em paisagens (Recôncavo Baiano, onde ela nasceu) e ainda algumas descrições minuciosas sobre a beleza e simplicidade, aspectos que encantavam a todos. Vi que tinha um material abundante e muito interessante e que
poderia recriar a história dela pessoal tendo como pano de fundo as guerras da
Independência da Bahia”, explica a escritora.

Maria Quitéria de Jesus foi, sem dúvida, uma personagem importante da nossa história, tendo sido, inclusive, considerada símbolo da emancipação feminina e ainda condecorada patrona do Quadro Complementar de Oficiais do Exército Brasileiro.

O prefácio é assinado por Gabriella Esmeralda Aquino Silva, licenciada em filosofia, que faz parte da árvore genealógica de Maria Quitéria, e recentemente fez uma expedição em busca de sua história familiar. A ilustração de capa é de Giorgi Massetani.

Para sugestões e pautas: [email protected]

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários