Quem nunca mentiu, não é mesmo? A mentira faz parte do comportamento do ser Humano, mas em alguns casos vira um vício sem controle que pode não só causar consequências desastrosas, mas também afastar socialmente o mentiroso.

Leia também: Autora explica como funciona o direito animal em casos de separação e divórcio

Livro de Georg Frey arrow-options
Divulgação
Livro de Georg Frey



Georg Frey , além de criminólogo e terapeuta comportamental , é fundador da Unidade de Análise do Comportamento Humano (UACH), trabalha como agente de inteligência desde os anos 1980 e teve de aprender a detectar um mentiroso para a sua própria sobrevivência. "Eu aprendi a detectar mentiras da forma mais difícil: como agente de inteligência nas missões de campo. Eu tinha que saber, em tempo real, se a pessoa ou as pessoas que estavam se aproximando eram amigos, ou inimigos, se estavam mentindo ou falando a verdade. A minha vida e a da minha equipe dependia da análise correta", explica. 

Em seu primeiro livro, " Eu sei que você mente! " (Ed. 3DEA), o autor aplica essas técnicas e ensina o leitor a diferenciar os tipos de mentirosos que existem, desde a mentira social até a compulsão, que apontam os mentirosos patológicos. “No livro os leitores não irão encontrar teorias frias e sem fundamento, mas vivências reais, conselhos e dicas práticas e aplicáveis para o seu dia a dia.”

Confira abaixo a entrevista que Frey concedeu à coluna:

Elisa Dinis : Todo mundo mente?

Georg Frey : Todos! Quem diz que não já está mentindo. Mentir é um mecanismo evolutivo. Mentir demais, aí sim, é um comportamento desviante.

ED : É possível alguém que minta muito conseguir esconder os sinais naturais do corpo?

GF : Sim, o melhor exemplo são os mitômanos e psicopatas. Vou explicar melhor: os mitômanos são aquelas pessoas compulsivas que mentem o tempo inteiro, mentem sobre tudo e qualquer coisa, sem que haja a menor necessidade disso. É como uma teia aonde elas vão tecendo as mentiras e ficando prisioneiras delas. Os mitômanos podem e devem ser tratados, existe cura para isso.

Leia também: Ex-atleta Tande lança livro biográfico motivacional

Já os psicopatas são os mais hábeis e perigosos mentirosos. Eles são difíceis de ser detectados e as suas mentiras podem matar as vítimas. Eu já tive o azar cruzar o caminho de psicopatas (homens e mulheres) e a sorte de sair com vida das armações deles e delas.

ED : Como os pais podem diferenciar nos filhos o que é fantasia e o que é mentira?

GF : Pela faixa etária. Misturar fantasia com realidade faz parte da primeira infância. Após isso, se o padrão de mentiras continuar, será melhor buscar ajuda (meu livro é uma boa dica, rs). A adolescência é a pior fase, pois drogas e crimes se apresentam como coisas boas para eles e os pais precisam se preparar para identificar as mentiras que eles contam.

ED : Quando a mentira vira algo crônico?

GF : Quando ela se sobrepõe a realidade. Família e amigos ao perceber que a pessoa não consegue falar a verdade mesmo quando ela é explícita, em um gesto de amor, precisam buscar ajuda. Eu já fui contratado para esse tipo de intervenção familiar e usei essas experiências para escrever o livro.

ED : Como podemos aconselhar alguém a procurar ajuda profissional sem ofendê-lo?

GF : Essa é difícil! A pessoa que ficou “viciada” em mentir precisa do tipo de intervenção igual à de quem se tornou dependente de qualquer droga.

ED : Quando alguém deve procurar ajuda?

GF : Quando a dor e a vergonha por mentir o tempo todo se sobreponham aos ganhos e vantagens que a mentira oferece. Já tive pacientes que sofriam muito por serem reféns ou vítimas de mentiras.

ED : "Uma mentira contada várias vezes vira verdade" - Essa frase é real nas mentes de quem mente?

GF : Sim, mas ao mesmo tempo escraviza, pois, o esforço para lembrar-se de cada mentira, em diversas situações, é exaustivo. Não raro isso evolui para uma depressão.

ED : Mentira tem cura?

GF : Teria se estivéssemos tratando de uma doença, aí caberia falar em cura, mas a mentira é como o sal. Sem ele tudo fica sem graça, em excesso torna a vida impossível. A exceção são os mitômanos, como já mencionei.

ED : Como alguém que já teve problemas com mentiras consegue reverter essa má fama?

GF : O caminho é longo, mas garanto que a redenção está ao alcance de quem, realmente, desejar e se empenhar.


Para pautas e sugestões: colunaquartacapa@gmail.com


    Veja Também

      Mostrar mais