Cher pede desculpas por tweet sobre George Floyd
Marcelo de Assis
Cher pede desculpas por tweet sobre George Floyd

A cantora Cher pediu desculpas após uma reação negativa de seus seguidores por insistir que ela poderia ter salvo a vida de George Floyd que sofreu de brutalidade policial.

Cher tem assistido à cobertura do julgamento em andamento de Derk Chauvin, o policial cujas ações polêmicas levaram à morte de Floyd em maio de 2020, gerando inúmeros protestos em todo o mundo pelo movimento Black Lives Matter, mas fãs e seguidores da cantora em suas redes sociais acharam que ela foi longe demais quando a cantora sugeriu que poderia ter salvo a vida de George se ela estivesse lá.

Você viu?

“Estava conversando com a mamãe e ela disse “Assisti ao julgamento do policial que matou George Floyd e chorei'”, twittou Cher. “Eu disse: ‘Mãe, eu sei que isso vai parecer LOUCO, mas eu continuei pensando … Talvez se eu estivesse lá … eu poderia ter ajudado (sic)”, ela continuou.


A reação negativa dos fãs foi imediata. Mediante tal situação Cher retornou às redes e tentou se explicar: “Eu pensei que algumas algumas pessoas (pessoas) não entenderiam, ou acredite que um artista poderia ter emoções honestas sobre um ser humano, sofrendo e morrendo, mesmo que seja mostrado apenas na TV. Você não sabe o que fiz, quem sou ou o que acredito. POSSO, TENHO, & VOU … AJUDAR … (sic )”

E continuou, pedindo desculpas aos fãs: “Acabei de desligar o telefone com a amiga Karen. Disse a ela o que aconteceu e percebeu, que eu poderia acabar com as pessoas e machucá-las por não saber tudo o que não é apropriado dizer. MAS PARA DEUS, EU PEÇO DESCULPAS se eu perturbei alguém na comunidade. Eu conheço meu (coração) (sic)”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários