Ney Matogrosso
Reprodução/Instagram
Ney Matogrosso


Ao acessar o site do Teatro Riachuelo, que fica no Shopping Midway Mall, em Natal, o usuário dá de cara com a mensagem que alerta para as novas regras de segurança e diz: "É obrigatória a comprovação de vacina contra a Covid-19". Até aí, tudo certo! Mas parece que, na prática, as coisas não funcionam bem assim.

Pelo menos foi o que deu a entender um influenciador digital natalense que foi ao show Bloco na Rua, de  Ney Matogrosso, no último dia 25, e descreveu por meio do seu perfil no Twitter uma das cenas que presenciou e alguns trechos da conversa que teve com uma das funcionárias do local.







Leia Também


Ao questionar o motivo pelo qual não estavam solicitando o cartão de vacinação para todas as pessoas, já que era lei, ele disse ter ouvido da atendente a seguinte resposta: "Muitas delas, a gente já conhece". Depois, ao abrir um parêntese para dizer que a "casa estava lotada de idosos", destacou que "esse, infelizmente, é o Brasil dos absurdos".

Leia Também

Leia Também


Print do post do influenciador digital que falou sobre o 'passaporte da vacina'
Divulgação
Print do post do influenciador digital que falou sobre o 'passaporte da vacina'


Vale ressaltar que o governo do Rio Grande do Norte liberou eventos de massa no estado, com a condição de que os participantes já tenham sido imunizados. De acordo com o decreto, a decisão tem validade indeterminada e pode ser revista a qualquer tempo em função do cenário epidemiológico.

Procurado, o pessoal do Teatro Riachuelo, administrado pela Opus Entretenimento, respondeu dizendo que verificaria internamente com a equipe e retornaria em breve. O espaço, no entanto, segue aberto para um posicionamento.


***No último dia 9 de dezembro, a gerente Caroline Fernandes entrou em contato para dar a versão do assunto em questão.

"O Teatro Riachuelo cumpre, desde a sua reabertura, todos os protocolos exigidos nos decretos publicados nos âmbitos municipal e estadual. Existe um específico para teatros e cinemas, no qual não se faz obrigatória a cobrança do passaporte. Mesmo assim, optamos, por questões de segurança, exigi-lo e encaixá-lo na categoria eventos. Temos clientes assíduos que são conhecidos pelo time de operações e que, em algum momento, já foram cobrados a apresentar a documentação exigida. O caso relatado aconteceu com uma frequentadora de quase todos os shows. Fora isso, só estão sendo liberados os acessos sem vacina, mas com comprovação por meio de atestado, de clientes que possuem alguma condição específica que impossibilite a vacinação (doença, alergia ou participação em testes de outros imunizantes)."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários