Ana Maria Braga e Aguinaldo Silva
Reprodução/Instagram
Ana Maria Braga e Aguinaldo Silva


Aguinaldo Silva, que estava acompanhando os últimos desdobramentos do caso  Lázaro Barbosa — suspeito de chacina no Distrito Federal e de, pelo menos, sete crimes em território goiano, morto em confronto com policiais após vinte dias de fuga —, usou o Twitter na noite de ontem (1º) para explicar que andava "meio mal informado" e queria se "inteirar" do assunto.


"Lázaro já foi enterrado? Alguém foi ao enterro? Alguém chorou? Alguém fez o elogio fúnebre e disse que ele não era um criminoso, mas, sim, uma vítima da sociedade capitalista? Pois é: no Brasil do impossível, tudo é possível", escreveu o  dramaturgo, que está no horário nobre da emissora dos Marinho com o compacto especial de "Império", em tom de ironia.

Nos comentários, até a comandante do "Mais Você" foi lembrada. "Sim, a Ana Maria tentou contato com o espírito dele durante o programa, mas era tarde", debochou uma, referindo-se ao fato de a apresentadora ter se confundido e trocado o nome do repórter Arthur Bernardi, chamando-o de Lázaro. Já outra declarou: "O pai do Supla lamentou", citando a publicação feita pelo vereador Eduardo Suplicy no Facebook.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários