Marcelo Rubens Paiva
Reprodução
Marcelo Rubens Paiva


"O Brasil enlouqueceu? Cada três pessoas do mundo que morrem de Covid-19, uma é brasileira. UTIs lotadas. Países fecharam fronteiras. Estamos isolados. E tem populista liberando bar e culto em igreja. Não se deram conta? Para tudo! Nicolelis tem razão, lockdown." Essas foram as palavras do escritor, jornalista, roteirista de TV, teatro e cinema Marcelo Rubens Paiva, que marcou uma geração com o premiado livro-desabafo "Feliz Ano Velho", a respeito da crise sanitária que assola, de forma severa, a humanidade.

Paiva usou essas frases para se referir ao alerta do neurocientista Miguel Nicolelis de que o país está prestes a chegar a um ponto de não retorno na pandemia, citando, inclusive, a determinação do ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal, de que estados e municípios não podem proibir completamente celebrações presenciais, de quaisquer credos e religiões. No post, não faltaram comentários como "se esqueceu de mencionar os ônibus lotados", "passo o dia variando entre chorar e sentir raiva" e "a culpa não é do governo, é do povo".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários