mara maravilha
Divulgação
Ao contrário de Andressa Urach Mara Maravilha mostra gratidão com a Igreja Universal

Assim como a influenciadora digital Thayse Teixeira, que participou da décima primeira edição de "A Fazenda" e classificou a postura de Andressa Urach em relação à Universal como "injusta" e "anticristã" , Mara Maravilha também usou as redes sociais para falar sobre o tempo em que congregava na IURD. Porém, fez isso sem citar o nome da ex-vice Miss Bumbum. Esta, até pouco tempo atrás, estava à frente do quadro Eu Sobrevivi, pela RecordTV de Porto Alegre, e saiu da igreja dizendo que se sentiu mais usada do "que no tempo da prostituição" . Além disso, ela afirmou ter doado mais de R$ 1,5 milhão obtido com o lucro de seu primeiro livro, "Morri Para Viver", em que contou a experiência de quase morte após tomar injeções de hidrogel, o período como garota de programa e a conversão ao evangelho.

"Desde quando me converti, até hoje, existem muitos questionamentos, inclusive, meus também, mas tudo o que fiz foi com sinceridade para o Senhor Deus, não esperando de instituições ou de homens. Por isso, não me arrependo. Dei carros, ofertas, mas dei principalmente o meu coração, que foi pago com alto preço lá na cruz. Então, expresso a minha eterna gratidão à Igreja Universal do Reino de Deus e aos verdadeiros irmãos da fé, independentemente de denominação", destacou Mara, pouco antes de frisar que "Jesus está voltando" e "aos que me julgam, só falo isso, estou cada vez mais pós-graduada na fé". Não faltaram comentários do tipo: "Sua mensagem veio em um momento muito oportuno", "que linda sua atitude, seu reconhecimento e sua fé" e "foi um tapa na cara da Andressa".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários