Romero Britto e Maria Rita
Reprodução/Instagram
Romero Britto e Maria Rita


Quem disse que famosos não dão pitacos em assuntos que repercutem e têm outros estrelados no meio está redondamente enganado. Assim como o ator da Globo Armando Babaioff, que destacou "meu medo é os caquinhos da escultura do Romero Britto virarem várias miniesculturazinhas do Romero Britto", Maria Rita também deu sua opinião sobre o vídeo que viralizou nesta sexta-feira, que traz a empresária Madelyne Sanchez, dona do Olé Olé Taperia, em Miami Beach, na Flórida, quebrando uma peça de porcelana feita pelo artista plástico. Ele, aliás, publicou uma nota de esclarecimento, em que reforçou que esse fato não aconteceu agora, mas em 2017.

De forma tímida, a dona dos sucessos "A Festa" e "Cara Valente" soltou o primeiro tuíte: "Ai, gente. Pensava que só eu achava o Romero Britto bem ruinzinho". Mas, com a interação dos seguidores, a estrela da MPB foi se soltando no Twitter. Tanto que, ao ler "apesar de discordar, pois arte é um sentimento livre, fico contente com a discussão sem mimimi. Se gostou fala, se não gostou, fala também", respondeu: "A arte dele não me emociona. Mas você está coberto de razão. Não tem certo ou errado em arte. Ou nos toca ou não nos toca. Seja pelo estético, seja pela mensagem política", pontuou.

Minutos depois, ela comentou que estava sendo simpática ao se referir a Romero Britto como "ruinzinho". Quem também tuitou foi Ju de Paulla — DJ que fez aquela live com o empresário Rodrigo Branco, ex-diretor da Band, que soltou a fala racista sobre Maju Coutinho e Thelma Assis, ganhadora da vigésima edição do reality show "Big Brother Brasil" —, lamentando: "Poxa, esse seria seu presente de aniversário". Como resposta, a filha de Elis Regina disse: "Tu não tem coragem, mana!". Por fim, mas não menos importante, Maria Rita confessou estar um pouco aliviada. "Era tanto auê em cima dele que tinha até medo de me manifestar", expressou-se.

    Veja Também

      Mostrar mais