Guilherme de Pádua assume autoria do assassinato de Daniella Perez e quer se encontrar com Gloria Perez
Reprodução/Youtube
Guilherme de Pádua assume autoria do assassinato de Daniella Perez e quer se encontrar com Gloria Perez


Após insinuar nas redes sociais que não seria o autor do assassinato de Daniella Perez por conta do sucesso do documentário Pacto Brutal, Guilherme de Pádua mudou mais uma vez o discurso e assumiu a autoria do crime, que o fez ficar 7 anos na cadeia. E desta vez ele foi além: disse que gostaria de encontrar Gloria Perez pessoalmente para pedir perdão e afirmou que se considerou a "pior pessoa do mundo".


No vídeo que acabou de publicar em seu canal no YouTube, o assassino --que atualmente é pastor de uma igreja evangélica-- disse que pensou em procurar os advogados da autora da novela Travessia para encontrá-la pessoalmente e pedir perdão por ter assassinado Daniella em 1992.

"Mas talvez eu nunca vá ter uma oportunidade real de pedir perdão. Por isso Glória Perez, eu te peço perdão, por todo sofrimento que eu te causei. Eu jamais esqueci daquele encontro na carceragem. Nunca esqueci. Raul Gazolla, eu te peço perdão. Eu nunca esqueci do dia que eu fui chamado na delegacia, você estava lá e se arrastou até a mim. Me abraçou chorando. E ali eu vi que eu era a pior pessoa do mundo", disse o assassino, com a voz embargada.

"Nunca na minha vida eu senti algo igual eu senti naquele momento. Nunca. Eu peço perdão aos familiares, aos amigos, a todos que se envolveram com essa história, que se entristeceram, que se revoltaram. Eu sei que esse pedido de perdão talvez não vá significar nada, mas eu quero deixar registrado", frisou.

No vídeo, o criminoso conta que se sentiu pressionado por fiéis de sua igreja, que passaram a duvidar de sua "conversão" e de sua mudança após assistirem ao documentário da HBO Max. Se tiver estômago, assista ao vídeo abaixo:



*Com a colaboração de Amanda Moreira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários