André Gabah foi salvo por Kate Bush, assim como Max em Stranger Things
Reprodução/Instagram e Twitter
André Gabah foi salvo por Kate Bush, assim como Max em Stranger Things

Muitos anos antes de Stranger Things estrear na Netflix, a Globo presenciava uma cena digna da série:  um participante da primeira edição do Big Brother Brasil foi salvo por Kate Bush, assim como Max (Sadie Sink).

André Gabeh, que ficou em terceiro lugar no BBB1, compartilhou no Twitter sua experiência dentro do confinamento e sua relação com a cantora preferida de Max. "Kate Bush já me salvou. Mesmo. Sem exageros. Ela já me salvou várias vezes, mas esse salvamento do qual falarei foi público, em 2002, quando participei do Big Brother Brasil", escreveu.

O participante começou explicando que ficou 64 dias no programa, chegou até a final, que foi amigo de quase todas as pessoas e que viu todas elas serem eliminadas do reality. "Além disso, estive envolvido em todas as tretas e passei por constrangimentos homofóbicos imensos", afirmou. 

"As coisas que passei foram tão violentas que o Canal Viva cortou todas as cenas de visitas de famosos que aconteceram na casa. Quem viu na época sabe do que estou falando. Eu sempre trabalhei com música. Meu vídeo de 'admissão' pro BBB foi gravado em um show meu na Ilha dos Pescadores. E sempre fui apaixonado por Kate Bush que é minha artista favorita no universo. Desde sempre", explicou. 

Mas perto da final, André afirmou que estava com o emocional bem abalado, com muita saudade de casa e preocupado com sua avó, que estava internada quando entrou no BBB. 

"Depois soube que minha vó morreu justamente durante aquela época em que estive à beira de um colapso. Intuitivamente, naquele lugar do nosso coração e alma, em que nos conectamos com o que importa, eu também sentia essa dor, de alguma forma. Acredito eu. Estava devastado mesmo", completou. 

André compartilhou com seus seguidores que a produção percebeu que ele não estava bem e ofereceu consultas extras com a psicóloga. "Eu comentei que música poderia me curar, me levantar. Comentei, na casa, que é falar em voz alta, né? Nunca sabemos se alguém nos ouve mesmo", afirmou. 

Mas ele foi ignorado pela produção: "Joguei com a sorte. Disse que precisava ouvir uma Kate Bush. Disse que isso me ajudaria muito. Mas vocês sabem, né? O programa precisa de conflito e quem sou eu na fila do bori pra dizer o que queria ou deixava de querer? Fui ignorado solenemente". 

"Passaram três dias e eu praticamente nem falava mais. Tudo era gatilho pra uma imensa tristeza. Aí eu levantei do meu cantinho e fui lavar louça pra poder ficar triste sem ninguém me olhar. Lembro até hoje. Vanessa chegou perto de mim preocupada comigo e eu disse: 'Irmã, tô muito cansado' e ela me respondeu alguma coisa pra me animar e eu repliquei. 'Vou desistir. Não aguento mais'", continuou explicando. 

"A casa estava muito silenciosa. Só se ouvia a água da bica e mais nada. Suspirei fundo. Vanessa saiu sem saber o que fazer. Aí deu-se a mágica. O DJ da casa soltou uma música no meio daquele momento de Desolação e eu reconheci o que era na primeira nota. Sabe aqueles filmes em que tudo preto e branco vai ficando colorido e florido? Fiquei assim", afirmou.

A música que a produção colocou para André foi Don’t Give Up, um feat de Kate Bush com o cantor Peter Gabriel: "Não desista / Porque você tem amigo/ Não desista / Você ainda não foi derrotado / Não desista / Eu sei que você pode fazer melhor". "Gente… Eu senti amor saindo da terra, do céu, da água… Fui andando pro jardim como se estivesse dentro de uma nuvem", escreveu o terceiro colocado. 

"Eu sentia o abraço de todo mundo que eu sabia que gostava de mim. Senti o abraço dos meus pais, dos amigos, dos meus antepassados, dos ancestrais, dos pets. Juro. Deitei no chão e olhei pro céu", detalhou.

"Eles ainda tocaram a música mais duas vezes seguidas e eu naquela emoção sagrada sentindo a vida voltar, a esperança voltar. Senti um afeto honroso. Uma sensação de proteção imensa. Eu sorri depois de dias. Respirei", completou André. 

André comentou que a partir deste momento, ele conseguiu voltar para o jogo. "Kate Bush realmente expulsa as coisas ruins das pessoas e eu sou testemunha disso. E toda vez em que estou em algum momento crucial da minha vida eu ouço alguma canção dela. Fora que todo dia eu ouço alguma coisa 'KATE BUSHIANA' porque adoro. É minha artista favorita", finalizou. 

*Com a colaboração de Gabriela Ramos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários