Dona Janete fez a repórter Lívia Torres chorar ao vivo no RJ1
Reprodução/Globo
Dona Janete fez a repórter Lívia Torres chorar ao vivo no RJ1


Com mais de 33 milhões de brasileiros passando fome, impossível um repórter conseguir manter o distanciamento e imparcialidade diante de um relato ao vivo de uma mãe de família que simplesmente não tem o que dar de comer para seus filhos. E Lívia Torres encarou essa situação nesta terça-feira (21) durante o telejornal RJ1, exibido no horário do almoço.


Ela foi a um centro comunitário no bairro da Mangueira, no Rio de Janeiro, para mostrar a iniciativa da prefeitura da cidade, que passou a distribuir marmitas a pessoas que se encontram em situação de fome. Foi neste momento que ela decidiu entrevistar Dona Janete, que estava na fila para retirar as quentinhas que levaria para sua casa.

"Quantas pessoas na sua casa para comer?", perguntou a jornalista, demonstrando certa descontração, que logo foi interrompida pela fala emocionante de sua entrevistada. "Cinco. Eram seis com a minha filha que faleceu, faz dois anos, e meu marido também faleceu tem seis meses. Aí...", começou Janete, que começou a chorar e não conseguiu concluir sua fala.

Lívia retomou a palavra e se desculpou por fazer a entrevistada tocar em feridas pessoais. Mas Janete rapidamente recuperou seu fôlego e continuou seu desabafo. E foi neste momento que a repórter da Globo começou a chorar ao vivo.

"Domingo a gente nem tinha o que comer, porque eu estou desempregada, tá muito difícil. Eu to catando latinha, mas às vezes não dá. E eu não tenho a ajuda de muita gente, então domingo a gente não tinha mesmo nada. Ai, tá difícil", disse ela.

A jornalista encerrou a reportagem ressaltando a importância de projetos sociais para acabar com a fome no país. Assista a cena:


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários